Portal da Cidade Foz

Cidade

Em nota, ACIFI pede reabertura urgente do comércio em Foz do Iguaçu

Funcionamento das atividades não-essenciais está suspenso por decreto desde a última sexta-feira (20).

Postado em 26/03/2020 às 19:54 |

(Foto: Marcos Labanca/Divulgação)

A Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI) emitiu, na tarde desta quinta-feira (26), comunicado no qual reivindica a reabertura gradual do comércio local a partir da próxima semana.

No documento, a entidade cobra da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu "medidas e ações efetivas e urgentes para reabertura do comércio afetado pelo fechamento via decretos", exigindo do prefeito Chico Brasileiro "todas as providências necessárias para a retomada da economia o mais breve possível".

O fechamento das atividades não-essenciais faz parte do pacote de medidas implantadas pela Prefeitura de Foz do Iguaçu para conter a disseminação do novo coronavírus na cidade, que já tem 131 notificações de casos suspeitos e cinco pacientes confirmados.

Confira, abaixo, a íntegra do comunicado:

COMUNICADO ACIFI

Em meio ao esforço e compromisso de todos para a superação do momento difícil em que vivemos, a ACIFI tem reunido informações, avaliado e debatido com os principais profissionais da área da saúde da cidade e da região para adotar medidas necessárias e adequadas para garantir a saúde pública e enfrentar os problemas econômicos e sociais.

Após inúmeras análises e debates, concluímos que a saída possível para a superação desta crise é a adoção da chamada Estratégia de Verticalização, Vigilância Ativa e fortalecimento do sistema de saúde (com ampliação do número de leitos de UTI e capacidade de realização de testes/exames).

Nesse sentido, dirigentes da ACIFI têm atuado em conjunto com Itaipu Binacional e lideranças regionais dos 54 municípios da Região Oeste para a ampliação da testagem rápida e do número de leitos de UTI para emergências hospitalares.

São medidas necessárias para que possamos conter o novo coronavírus, salvar vidas, cuidar das pessoas, sobretudo das mais vulneráveis, e evitar o colapso e o caos na saúde pública e na economia, e o consequente aumento na geração de problemas sociais e perdas de vidas ainda maiores do que os gerados pela pandemia.

Neste momento de grande comoção temos contribuído diretamente no apoio aos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Por isso foi criado o Grupo de Voluntários Pró-Heróis Coronavírus, que conta com o apoio da ACIFI e de diversas outras instituições, empresas, pessoas e órgãos públicos, e está responsável pela organização do trabalho de apoio aos profissionais da área de saúde.

Dessa forma, em conjunto com o Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), Instituto Internacional Polo Iguassu, Comtur-Foz, Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do PR (Caciopar) e Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP), estamos trabalhando com as lideranças da saúde e da sociedade civil de toda a região para a montagem da estratégia de abertura gradativa do comércio e serviços, a partir do início de abril, com toda a responsabilidade, serenidade, seriedade e segurança que essa decisão exige.

A ACIFI também está cobrando da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu medidas e ações efetivas e urgentes para reabertura do comércio afetado pelo fechamento via decretos. Dirigentes da entidade têm cobrado do prefeito Chico Brasileiro todas as providências necessárias para a retomada da economia o mais breve possível.

A partir de agora, o desafio será colocar em prática desde já, e de maneira organizada e com extremo senso de responsabilidade, uma série de ações e cuidados que todas as pessoas e as empresas de Foz do Iguaçu e região precisarão ter para evitar a proliferação comunitária do vírus, além das demais medidas que o poder público precisará tomar para controlar a ocorrência de novos casos vindos de outras regiões.

Paralelamente a isso, estamos trabalhando em parceria com a Itaipu Binacional, FPTI (Fundação Parque Tecnológico Itaipu), Sebrae, Sicoob e outras instituições parceiras na elaboração de ações de apoio à retomada imediata da economia, para que após a passagem da crise a cidade possa se restabelecer e voltar a gerar oportunidades, emprego e renda para a população.

Fique atento aos próximos comunicados. Várias ações serão lançadas, e precisaremos trabalhar alinhados, com velocidade e racionalidade.

Fonte:

Deixe seu comentário