Portal da Cidade Foz

tempo

INMET emite alerta laranja para tempestades no Paraná nesta quinta-feira

Em Foz do Iguaçu, a máxima é de 32°C nesta quinta-feira, com cerca de 3,7 milímetros de chuva.

Postado em 16/01/2020 às 08:36 |

(Foto: Nilton Rolin/Arquivo)

O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta laranja para tempestades em todo o Paraná e Santa Catarina, além de algumas regiões do Rio Grande do Sul, da 0h até às 23h desta quinta-feira (16).

O alerta indica a possibilidade de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, além de ventos de até 100 km/h intensos e queda de granizo. Esses fenômenos podem causar desabastecimento de energia elétrica, estragos em plantações, quedas de árvores e alagamentos.

O Simepar também alerta a população paranaense sobre os riscos de temporais. Segundo o órgão, uma frente fria está se deslocando rapidamente sobre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, devendo chegar no Paraná nesta quinta.

Com isso, o clima fica instável e com incidências de temporais em todo Paraná, ocasionando raios e chuvas volumosas. Em Foz do Iguaçu, a máxima é de 32°C nesta quinta-feira, com cerca de 3,7 milímetros de chuva. 

Na avaliação de meteorologista do Simepar Reinaldo Olmar Kneib, o Paraná está com muitas nuvens desde a fronteira com o Paraguai, acompanhando a divisa com Santa Catarina, porém sem chuva associada e um pequeno núcleo na região dos Campos Gerais, divisa com São Paulo. Com isso, O calor segue elevado nas faixas norte e oeste, pois as temperaturas continuam acima dos 25,0 °C.

O que fazer em caso de tempestade?

De acordo com o INMET, não é recomendado se abrigar embaixo de árvores em caso de ventos fortes. Isso porque há risco de queda de galhos e descargas elétricas. Além disso, não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de transmissão.

Se for possível, também é sugerido desligar os aparelhos eletrônicos e o quadro geral de energia.

Por fim, para mais informações sobre o que não fazer durante uma tempestade, fale com a Defesa Civil (telefone no 199) ou Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Fonte:

Deixe seu comentário