Portal da Cidade Foz

Arborização

No Dia da Árvore, dez mil mudas nativas começam a ser plantadas no Aeroporto

A iniciativa faz parte do plano de compensação ambiental pelas obras de ampliação da pista de pouso e decolagem, que contam com o apoio da Itaipu.

Postado em 21/09/2020 às 14:25 |

(Foto: Rubens Fraulini/Itaipu)

(Foto: Rubens Fraulini/Itaipu)

Começou nesta segunda-feira (21), em um terreno que integra a área do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, o plantio de 10 mil mudas nativas da região, como compensação ambiental pela obra de ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto, que acontece com o apoio da Itaipu Binacional. A Infraero e o Instituto Água e Terra (IAT) do Paraná são responsáveis pela ação, que também celebra o Dia da Árvore (21 de setembro).

As mudas incluem 15 espécies diferentes, entre elas ipê, araçá e cedro. Não serão plantadas árvores muito altas e nem frutíferas, que atraem pássaros que podem prejudicar a operação das aeronaves. As mudas serão distribuídas numa área de seis hectares, o que equivale a quase 8,5 campos de futebol, próxima à cabeceira 15.

A ação de início do plantio de mudas teve a presença de representantes da Infraero, do IAT e de Itaipu, que integra o convênio para expansão das estruturas do aeroporto.

Segundo Joacir Araújo dos Santos, superintendente do Aeroporto, as obras seguem em ritmo “aceleradíssimo”, mas sem deixar de lado o compromisso com o meio ambiente. “Além dessa ação de recuperação, estamos sempre monitorando a qualidade do ar, da água e o nível de ruído na área da obra”, informou.

As 10 mil mudas nativas foram produzidas no Viveiro Florestal do IAT em Cascavel. “É uma satisfação para nós, do IAT, fazer essa parceria, pois vemos que as obras vêm sendo feito com tanto cuidado e zelo pelas questões ambientais”, disse Carlos Piton, chefe regional do Instituto Água e Terra do Paraná.

Para a compensação ambiental da pista também estão previstos o plantio de outras 17,85 mil mudas em 10,7 hectares, que se somarão aos outros trabalhos já desenvolvidos pela Infraero. O gerente de Engenharia da empresa, Marcelo Raggi Pacheco, afirmou: “Uma obra não caminha se não estiver lado a lado com o meio ambiente”.

A parceria da Itaipu nas obras de ampliação foi, mais uma vez, reforçada. “A Itaipu apoia a obra não só financeiramente, mas também colocando suas equipes à disposição, inclusive para dar apoio nas questões ambientais”, disse o engenheiro ambiental Luis Cesar Rodrigues da Silva, da Divisão de Áreas Protegidas da Itaipu, que representou a binacional no evento.

Obra

As obras no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu seguem em ritmo acelerado. No momento, a ampliação da pista de pouso e decolagem - que passará de 2195m para 2795 m, está com 55% dos trabalhos realizados. Ao final, a nova estrutura proporcionará um incremento das cidades atendidas sem escalas a partir de Foz, com a possibilidade de voos para a América Central e Estados Unidos. O valor do contrato é de R$ 53,9 milhões e os recursos são oriundos de um convênio firmado entre a Itaipu e a Infraero. O planejamento da Infraero é que essa obra seja finalizada no primeiro semestre de 2021.

Também está em andamento a expansão do pátio de aeronaves, que está com 56% de execução, e que conta com investimento de R$ 9 milhões. A melhoria vai garantir mais quatro posições de estacionamento de aeronaves comerciais, aumentando a capacidade em 57%. O planejamento é que essa obra seja finalizada neste semestre.

Outras melhorias, também realizadas em parceria entre Infraero e Itaipu, são a duplicação da via de acesso ao aeroporto e a implantação de ciclovia, que estão com 80% de execução. Com investimento de R$ 6,14 milhões, as obras vão aprimorar a fluidez nas chegadas e saídas de veículos no terminal fronteiriço e garantir segurança aos ciclistas. Esses trabalhos devem ser finalizados neste semestre.

Essas melhorias se somarão à ampliação do terminal de passageiros, inaugurada em fevereiro deste ano, e que recebeu R$ 42,4 milhões em investimentos.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas