Portal da Cidade Foz

cidade

Polo Astronômico já registrou a passagem de mais de 400 meteoros em Foz

Pela estação de monitoramento, o Polo Astronômico consegue registrar fenômenos num raio de até 400 Km.

Postado em 15/04/2019 às 00:11 |

(Foto: Ilustrativa)

Desde outubro de 2018, o Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) passou a registrar a passagem de meteoros no céu de Foz do Iguaçu e região. O sistema de monitoramento de meteoros foi instalado no parque depois da parceria firmada com o projeto Exoss Citizen Science, organização colaborativa que trabalha a ciência cidadã, sem fins lucrativos, voltada para o estudo de meteoros.

Inicialmente, o Polo Astronômico do PTI passou por uma fase de testes com a estação de monitoramento, para, em seguida, consolidar a estação e registrar oficialmente o aparecimento dos primeiros fenômenos. De acordo com os técnicos do Polo, através dos registros da estação de monitoramento, é possível realizar a descoberta de novos radiantes e novas chuvas de meteoros, além de também auxiliar na localização e resgate de meteoritos. Através das imagens captadas pela câmera é possível calcular o trajeto dos meteoros que cruzam o horizonte.

Pela estação de monitoramento, o Polo Astronômico consegue registrar fenômenos num raio de até 400 Km, tendo como limite de alcance a cidade de Chapecó, em Santa Catarina. Lá também existe uma estação que capta imagens num raio até Foz do Iguaçu, propiciando maior confiabilidade nos dados obtidos em cada captura.

Para os pesquisadores, ter uma estação de monitoramento de meteoros torna o PTI ainda mais referência no auxílio de estudo da astronomia e na contribuição para o desenvolvimento de pesquisas científicas nesta área.

Diferenças entre um meteoro e um meteorito: 

Meteoro significa fenômeno atmosférico, ou seja, quando se vê um risco de luz cruzando o céu, se vê um fenômeno luminoso ocorrendo na atmosfera, um meteoro. 

Meteorito é uma rocha que atinge o planeta Terra proveniente do meio interplanetário. Porem, só surgirá um meteorito caso o meteoro consiga se chocar com a superfície.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas