Portal da Cidade Foz

Conscientização

Programa Vida no Trânsito promove ações em alusão à Semana Nacional do Trânsito

De janeiro a junho deste ano, 1.383 acidentes foram registrados em Foz do Iguaçu, com 11 óbitos.

Postado em 14/09/2020 às 14:20

(Foto: Divulgação )

O Programa Vida no Trânsito (PVT) e as instituições parceiras estão divulgando nas páginas das redes sociais uma série de vídeos e materiais educativos sobre bom comportamento no trânsito. A iniciativa é feita em alusão à Semana Nacional do Trânsito, que ocorre entre os dias 18 e 25 de setembro. 

Neste ano, a Campanha Educativa tem como tema “Perceba o risco, proteja a vida” e pretende sensibilizar a população sobre a importância da mudança de atitude, evidenciando que cada um é responsável pela segurança de todos e, por isso, deve perceber os riscos e proteger a própria vida e a dos demais ao seu redor. 

Um dos materiais produzidos pelo Instituto de Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans), por exemplo, divulga orientações sobre o risco de motoristas e pedestres utilizarem celular ao transitarem pelas vias. No vídeo, a agente de trânsito explica que ao falar no celular por cinco segundos, a uma velocidade de 80km, o motorista percorre às cegas uma distância equivalente a um campo de futebol. 

“Falar ao celular enquanto dirige diminui a concentração visual e auditiva e aumenta o risco de acidentes. O condutor que promove a segurança no trânsito precisa estar atento e concentrado na direção, orientação que também serve para os pedestres”, explicou uma das Coordenadoras da Semana Nacional de Trânsito em Foz, Silvana Lima da Silva. 

A falta de atenção é um dos principais problemas no trânsito. A combinação de celular e direção também é infração gravíssima, gerando 7 pontos na carteira, e multa no valor de R$ 293,47. 

Além da falta de atenção, a velocidade incompatível com a via, o desrespeito à preferencial e à sinalização lideram as causas de acidentes de trânsito na cidade. 

Vida

A mudança de comportamento é fundamental para reverter uma estatística trágica em todo o país. Em média, o país registra cinco mortes a cada hora. De acordo com dados do Ministério da Saúde morrem por ano mais de 35 mil brasileiros vítimas de acidentes. Mas este número pode ser bem maior e alcançar 50 mil pessoas, pois são contabilizados apenas aqueles que morrem no local do acidente. As principais vítimas fatais foram: os motociclistas, seguidos de ocupantes de automóveis e caminhonetes, pedestres e ciclistas. 

Foz do Iguaçu

Os dados do Programa Vida no Trânsito, de Foz do Iguaçu, registraram 1.383 acidentes de janeiro a junho deste ano, que resultaram em 11 óbitos. A maioria dos acidentes com vítimas este ano aconteceu nas Avenidas República Argentina, Paraná, Juscelino Kubistchek, Bartolomeu de Gusmão e Jules Rimet.

PVT

O PVT é composto por diversas entidades como o Gabinete de Gestão Integrada Municipal- GGIM, Foztrans, Secretaria de Saúde de Foz, Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL), Diretoria de Vigilância em Saúde/ Vigilância Epidemiológica, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, 9ª Regional de Saúde, DETRAN, Bombeiros, Guarda Municipal e Secretaria de Educação.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas