Portal da Cidade Foz

Oportunidade

Startups de Foz e região podem contar com apoio do PTI para captação de recursos

Acesso a capital financeiro é uma das principais dificuldades de jovens empresas.

Postado em 16/02/2020 às 19:43 |

(Foto: Kiko Sierich/PTI)

Pouco mais de uma semana após anunciar a nova diretoria de Negócios e Inovação, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) continua investindo em ações de fomento ao empreendedorismo e na busca por concretizar sua missão de gerar riqueza e bem-estar à sociedade. O PTI inseriu entre suas atividades, o apoio às startups e jovens empresas na elaboração de projetos para submissão de editais com foco na obtenção de recursos. A ação que já acontecia de forma interna com as empresas incubadas no Parque, agora será expandida para empresas de Foz do Iguaçu e região.

Captar recursos para uma startup é um dos principais desafios enfrentados pelos empreendedores que desejam apostar em um negócio inovador. Uma pesquisa realizada pelo Sebrae identificou que cerca de 30% das startups analisadas fecharam as portas em três anos. Pelo menos 40% dos entrevistados apontaram como principal motivo para o fechamento a dificuldade de acesso a capital.

Neste cenário, o Parque Tecnológico realiza o monitoramento de oportunidades que estão disponíveis em todo território nacional e orienta as empresas sobre as melhores práticas de elaboração de propostas para submissão. Para isso, é preciso que as iniciativas estejam alinhadas com as temáticas de atuação do Parque: Agronegócio, Turismo e Cidades, Segurança de Infraestruturas Críticas e Energias.

De acordo com o gerente da área de desenvolvimento de negócios do PTI, Pedro Sella, a ideia é desenvolver um ecossistema de conexão entre as partes envolvidas no sistema inovador. Segundo o especialista, um dos principais equívocos cometidos pelos empreendedores no momento da construção de um projeto para captação de recursos está na descrição técnica excessiva do produto e omissão de outras características importantes do modelo de negócio.

“Além disso, os editais costumam buscar diferentes níveis de maturidade dos empreendimentos. Isso é muito importante para direcionar as startups no sentido de encontrar a oportunidade ideal para o momento que a empresa está vivendo”, explicou Pedro Sella.

O Parque Tecnológico possui ainda diversas parcerias com instituições públicas e privadas voltadas para o desenvolvimento de novos negócios que podem potencializar o rendimento das novas empresas.

Para Rodrigo Regis, Diretor de Negócios e Inovação do PTI, "o Parque Tecnológico é um lugar para fazer negócios, nós temos que oferecer condições para que a indústria da inovação possa nascer, crescer e agregar valor a outros setores econômicos da cidade de Foz do Iguaçu e Região".

O PTI possui ainda diversas parcerias com instituições públicas e privadas voltadas para o desenvolvimento de novos negócios que podem potencializar o rendimento das novas empresas.

Interessados em agendar uma avaliação com a equipe de desenvolvimento de negócios do Parque podem entrar em contato através do endereço: negocios@pti.org.br

Oportunidades

Já está disponível o novo edital da Incubadora do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). A proposta é aliar demandas de empresas de médio e grande porte do Paraná a empreendedores e startups dispostos a propor soluções.

Na primeira fase, serão recebidas demandas de empresas paranaenses, nas linhas de atuação do PTI: Agronegócio, Energia, Turismo e Cidades, e Segurança de Infraestruturas Críticas.

Na segunda fase, empreendedores e startups irão propor soluções para as demandas enviadas. A Incubadora do Parque Tecnológico vai selecionar 48 propostas, que receberão uma bolsa-auxílio para o desenvolvimento de um protótipo, em um período de dois meses.

O Edital completo está disponível aqui.

Sistema Regional de Inovação (SRI)

Confira as ofertas e demandas da região oeste do Paraná.

Outras Oportunidades

Financiadora de Estudos e Projetos (Finep);

Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE);

Conecta Unimed;

InovAtiva Brasil;

Banco Nacional de Desenvolvimento;

Edital de Inovação para Indústria.

Fonte:

Deixe seu comentário