Portal da Cidade Foz

trânsito

Trevo de acesso à Vila A pelo CTG Charrua pode ser fechado pelo DER

Vereadores pedem sinaleiro no local, mas DER não vê necessidade e quer fechar acesso.

Postado em 09/10/2018 às 14:38 | Atualizado hoje às 07:37

(Foto: Jean Carlos de Oliveira/Divulgação)

Há alguns meses, a vereadora Inês Weizemann apresentou um pedido solicitando que um sinaleiro fosse instalado no Trevo do Charrua, para melhorar a segurança dos motoristas e pedestres que circulam pela BR-277 entre o centro da cidade e a região da Vila A.

A vereadora lembrou que em maio do ano passado, um grupo de vereadores já tinha apresentado um requerimento pedindo providências para melhorar a segurança no local. Porém, naquela época, o DER respondeu que não havia previsão de investimentos.

Em resposta ao documento que fez, a vereadora recebeu, no começo deste mês, via Ecocataratas, uma resposta também elaborada pelo DER, sobre o assunto. 

No comunicado 660/2018, encaminhado pelo Departamento de Estradas de Rodagem para a Concessionária Rodovia das Cataratas S/A, que administra o trecho, o DER esclareceu como já existe o desnível na junção com a Avenida Paraná (trincheira) e que como há um projeto para a implantação de um desnível entre a avenida Costa e Silva e a BR-277 (o trevo da Costa e Silva), o Trevo do Charrua deverá ser fechado. Apenas os acessos de entrada e saída para as ruas laterais permanecerão aberto e isso, segundo o DER, irá “eliminar consideravelmente o conflito rodoviário no local”. Diante disso, o DER considera que não há a necessidade de instalar um sinaleiro no local. 

Para a vereadora Inês, trata-se de uma solução drástica, já que o Trevo do Charrua é muito usado pelos moradores da cidade, como alternativa de acesso entre o centro e a região norte.

Fonte: Assessoria

Deixe seu comentário