Portal da Cidade Foz

surpreendente

Vem aí o maior e melhor Natal de Foz do Iguaçu de todos os tempos

Abertura será na sexta-feira (7), na Praça da Paz. Natal de Foz terá mais de 200 atrações e show com Michel Teló.

Postado em 05/12/2018 às 18:41 |

(Foto: Nilton Rolin/Itaipu Binacional )

Se no ano passado o Natal de Foz de Iguaçu, na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina, encantou moradores e turistas, prepare-se para uma festividade natalina ainda mais surpreendente neste ano. Serão nada menos que 200 atrações, entre autos de Natal e apresentações artísticas, que incluem o show de Michel Teló no Gramadão da Vila A de Itaipu. 

Neste ano, a decoração natalina não se limitará à Praça da Paz e ao Gramadão da Vila A, mas se estenderá a algumas vias do corredor turístico da cidade, que ganharam iluminação. No Gramadão, a decoração já começou a ser montada. Todas as árvores naturais no entorno do espaço receberão luzes, seguindo a mesma composição natalina da cidade que ficará muito mais iluminada agora em 2018. Próximo ao palco da Concha Acústica estão sendo erguidas três árvores de Natal, uma de 15 metros e outras duas menores, de nove metros, garantindo uma atração à parte.

Dia 7 começa a festa

A festa começa já nesta sexta-feira (7), às 20h, na Praça da Paz, com a apresentação do espetáculo “Fábrica Mágica do Papai Noel”, a chegada do Bom Velhinho e um show de fogos de artifício que vai encantar o público. Será então iluminada a Praça da Paz, decorada com uma árvore de luzes de 15 metros de altura, com o Túnel de Luz e a Vila do Noel. Haverá transporte de graça de alguns pontos da cidade para a praça. Todas as noites serão levadas 200 pessoas desses locais até o local da festa principal.

Lançamento 

O lançamento do Natal de Foz foi nesta quarta-feira (5), com um café da manhã para a imprensa, oferecido pelo prefeito Chico Brasileiro e pela secretária municipal de Direitos Humanos, Rosa Maria Jeronymo Lima, uma das responsáveis pela organização da festa, que conta com apoio da Itaipu Binacional e de outras instituições.  O diretor administrativo de Itaipu, João Pereira, representou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Marcos Stamm, na coletiva.

Para João Pereira, o Natal de Foz vai trazer ainda mais turistas para Itaipu, que tem uma relação especial com o município, onde está localizada. “O evento também traz mídia positiva para quem vai participar e que, com certeza, vai querer voltar à região”.

Durante a entrevista, o prefeito considerou maldosas as críticas feitas aos recursos aplicados na festa natalina. “Outras cidades gastam muito mais”, enfatizou. Segundo Chico Brasileiro, a festa é um "investimento", que movimenta a economia, atrai turistas e estimula uma série de atividades comerciais. 

Ele também afirmou que o dinheiro do Natal não foi tirado de nenhuma outra verba. São rubricas diferentes. “Por isso, fomos atrás de mais apoio”, completou.

Chico Brasileiro agradeceu o apoio da Itaipu Binacional, "não só pela festa de Natal, mas por tudo que a empresa tem feito pelo município".  Segundo ele, nunca o município havia recebido tantos aportes de Itaipu. E listou uma série de benfeitorias como, por exemplo, as obras de revitalização da área florestal onde passa o Arroio Jupirá, na entrada da Vila A. O recurso e a obra são de responsabilidade da Itaipu.

 O local ganhará uma calçada de 4.800 metros para caminhada e corrida e uma ciclovia anexa à calçada, entre outras melhorias que vão transformar a região em um novo parque da cidade.  As obras já começaram.

O presidente da Fundação Cultural de Foz, Juca Rodrigues, também afirmou que o custo da festa representa "um investimento em pessoas, na economia da cidade". E disse que "a ideia de expandir a festa é para que os turistas tenham orgulho de nossa cidade, assim como nós temos".

O presidente da Câmara de Vereadores, Rogério Quadros, afirmou que, no ano passado, "a população ficou maravilhada com a festa, e neste ano vai ficar ainda mais". E completou que é um dever da Câmara apoiar o evento, "que é um trabalho coletivo". 

Rosa Maria Jeronymo Lima disse que o Natal de Foz não pode ser um ato apenas do poder público, mas de toda a sociedade. Segundo ela, é uma festa que "veio para ficar, para sempre". Um legado para as próximas gestões. E o protagonismo deve ser da prefeitura. Ela também destacou o apoio da Itaipu e do Parque Tecnológico Itaipu, que considerou fundamentais para a realização do evento, e lembrou que neste ano foram procurados mais parceiros, o que permitiu ampliar a programação.

A abertura

O público vai poder conferir as novidades da festa já a partir desta sexta-feira (7), na Praça da Paz. O espetáculo Fábrica Mágica do Papai Noel, que será reapresentado no domingo, é trazido pela Felchak Produções, de Guarapuava, que também encenará o mesmo espetáculo no sábado (8), às 20h, na Praça da Paz. 

Ao final do espetáculo, o Papai Noel entrará em cena acompanhado pelo receptivo natalino e receberá das mãos do prefeito Chico Brasileiro a chave da cidade. O ato dá a largada para a iluminação da Praça da Paz. A tradicional Feirinha de Natal, a Vila do Artesanato local e a Praça de Alimentação vão funcionar nos dias de apresentações. 

Programação

A abertura do Natal inicia para a maior programação da história da cidade. Neste ano, o evento acontecerá de 7 a 23 de dezembro e de 2 a 20 de janeiro, com mais de 200 atrações artísticas. O horário para visitação e também das atrações artísticas será das 19h até as 22h. Durante todas as noites, a Praça da Paz será palco das mais variadas apresentações, como teatro, música, circo e literatura. 

Entre elas, a do Coral de Itaipu, Viola Lindeira, Orquestra da Câmara do Oeste do Paraná e a Curitiba Companhia de Dança, com o espetáculo “O Quebra Nozes”. 

A maior parte da programação acontecerá na Praça da Paz, mas o Gramadão também sediará um dos auges do evento, com o show do cantor Michel Teló, no dia 21 de dezembro, a partir das 20h30. Nesse dia, o coro dividirá o palco da Concha Acústica com o cantor, que é considerado um dos artistas de maior sucesso no Brasil e no exterior. 

Os 40 coralistas terão o acompanhamento de uma camerata organizada pela própria Itaipu, formada por um grupo de instrumentistas da região e profissionais com experiência em orquestra. A camerata é formada por 12 jovens músicos da região que foram selecionados via edital e sete profissionais mais experientes, que vão atuar também como educadores. A iniciativa faz parte da nova configuração do Coral, mais ligado à comunidade e às questões sociais.

Artistas

A maior programação da história do Natal de Foz do Iguaçu será composta por artistas de várias áreas, dando vazão para a diversidade cultural da região fronteiriça. O edital para contratação de artistas ainda está aberto e o período de inscrições termina na sexta-feira (7). 

A Fundação Cultural também abriu inscrições para voluntários que queiram atuar durante a festa natalina.  O processo seletivo também se encerra nesta sexta e está disponível no Diário Oficial do Município. Mais informações podem ser obtidas na Fundação Cultural, na Rua Benjamin Constant, nº 62. 

Realização

O Natal de Foz 2018 é uma organização da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu e Fundação Cultural. O evento tem como patrocinadores a Itaipu Binacional, PTI, Furnas, Sanepar, Copel e Caixa Econômica Federal, e conta com o apoio do Foztrans, Guarda Municipal, Polícia Militar, Sindilojas, Acifi, Sindihotéis, Instituto Pólo Iguassu, Visit Iguassu e Fundo Iguaçu.

Apoio de Itaipu

O apoio a eventos culturais e de grande apelo turístico – como o Natal de Foz – faz parte da missão ampliada de Itaipu, que desde 2003 é "gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai". 

Itaipu apoia o Natal de Foz desde 2010. Antes disso, promovia o próprio Natal Encantado no Gramadão, uma atração que, por décadas, encantou centenas de pessoas, inclusive com transporte grátis de várias partes da cidade para o espaço.

De acordo com o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Marcos Stamm, o evento é uma tradição da Itaipu e um incentivo à economia da cidade onde a usina está instalada, atendendo a um dos objetivos estratégicos da empresa: "Fomentar o desenvolvimento social, econômico, ambiental e cultural na área de influência, consideradas as especificidades de cada país". 

O turismo também é um dos pilares da missão da Itaipu Binacional. Além de a usina ser um importante atrativo turístico, a empresa atua na promoção da atividade turística como forma de estimular o desenvolvimento da região de fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas