Portal da Cidade Foz

economia

Pesquisa em Foz do Iguaçu mostra preços de produtos para ceia de Natal

Consumidores devem pesquisar na hora de comprar os produtos da ceia, que variam em 188% nos supermercados.

Postado em 16/12/2019 às 14:42 |

(Foto: Divulgação)

A menos de dez dias do Natal, os consumidores devem ficar atentos aos preços dos produtos da ceia natalina. Um levantamento realizado pelo Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas da UNILA (Cepecon) mostrou que a variação dos preços de itens tradicionalmente consumidos no final do ano chega a 188% nos supermercados de Foz do Iguaçu.

Entre as carnes que são comuns nas ceias, o Chester e o lombo apresentam preços com até 78% de diferença entre os locais de compra. Já o peru teve a menor variação, de 8,1%. “Isto é, o preço do peru está muito mais próximo nos diversos supermercados pesquisados”, explicou o coordenador da pesquisa, professor Henrique Kawamura. Em relação ao Natal de 2018, o Chester está 27,4% mais caro, e o preço do peru aumentou 26,8%. Já o preço do lombo apresentou recuo de 3,2%.

Pelo segundo ano consecutivo, a uva-passa foi o produto que apresentou maior diferença em Foz do Iguaçu na época natalina. O preço da uva-passa escura pode variar até 188% na cidade. Mesmo a uva-passa clara, que não é tão comum, teve variação de 172%. Os consumidores também devem pesquisar na hora de comprar panetone (variação de 171,7%), lentilha (100%), biscoito champagne (100%) e nozes (81,24%).

Com relação aos preços praticados em 2018, os únicos produtos que estão mais baratos são o biscoito champagne (-33,7%), o creme de leite (-18%), a cerveja (-10%), o pêssego em calda (-5,2) e o lombo (-3,2%). Por outro lado, destaca-se o aumento nos preços do champagne/sidra (30,45%), uva-passa escura (28,7%), lentilha (12%) e carvão vegetal (10%).

Cesta básica: carne continua com preço elevado

Já nos produtos da cesta básica, o Cepecon registrou um aumento de 3,6% no mês de dezembro. As carnes continuam com preços elevados, apresentando aumento médio de 11,3%. Todos os cortes de carne pesquisados apresentaram alta nos preços, com destaque para a paleta, que está 23,5% mais cara; o patinho (22,9%); o peito bovino (20,7%); e a costela (21,4%). A procura por outros tipos de proteínas também tem influenciado nos preços do frango inteiro, que aumentou 16,9% no último mês; e dos ovos, que estão 16,2% mais caros em relação a novembro.

Entre os tubérculos, raízes e legumes, o preço da cebola continua em queda. Em dezembro, a redução foi de 24%. A cenoura está 5,7% mais barata, e a batata reduziu 4,4%. Entre as frutas, o preço da banana-caturra aumentou cerca de 13,6%, enquanto o preço do mamão caiu 2% e o da melancia, 26,1%.

Fonte:

Deixe seu comentário