Portal da Cidade Foz

economia

Preço dos produtos da ceia de Natal variam até 194% nos supermercados

Polêmica nas preparações de Natal e Ano Novo, uva passa tem variação de 127% nos supermercados de Foz do Iguaçu.

Postado em 20/12/2018 às 10:45 |

(Foto: Divulgação)

Ter uva-passa no Natal é ostentação em Foz do Iguaçu. De acordo com um levantamento do Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Cepecon) da UNILA, o preço da polêmica fruta desidratada apresenta variação de cerca de 127,3% nos supermercados de Foz do Iguaçu, em dezembro. A uva-passa branca, embora não tão popular nos pratos das ceias de Natal e Ano Novo, tem uma variação ainda maior, de 162,2%.

Entre as carnes consumidas nesta época do ano, a menor variação foi a do preço do peru (42,8%). Chester e lombo têm preços com até 90% de diferença nos supermercados da cidade. E, em relação ao Natal passado, todas as carnes estão mais caras: o chester apresentou aumento de 22,4%, o lombo aumentou 26,7% e o peru, 4%. O frango, apesar da variação de 107% nos pontos de venda, está 0,59% mais barato com relação ao Natal de 2017. Também deve-se escolher com cuidado o local onde se compra carvão. A pesquisa apontou que a variação chega a 194,4%.

Cesta básica

Nos produtos da cesta básica, o Cepecon verificou um aumento de 0,78% em relação ao mês de novembro. Os produtos que mais impactaram no índice foram os tubérculos e legumes, como a batata, que aumentou 20%, e a cebola, que teve variação positiva de 7,8%. “Um dos fatores para esse aumento foi a redução da oferta devido à paralisação da colheita em alguns locais, em consequência do solo seco pela falta de chuva. Entretanto, com a normalização da colheita, os preços podem reduzir nas últimas semanas do ano”, explica o coordenador do Cepecon, professor Henrique Kawamura. Em contrapartida, o preço da cenoura reduziu 4,7%.

Entre as frutas, a banana-caturra e a banana-maçã reduziram 17,8% e 1,9%, respectivamente. Também caiu o preço da melancia (-35,2%), da laranja (-10%) e do mamão (-3,9%). As carnes em geral aumentaram 0,52%, com destaque para a carne de porco (20%) e o coxão mole (2,6%). Os consumidores podem optar por cortes como peito bovino (-11,2%), costela (-2,1%), paleta (-3,9%) e alcatra (-3,1%). Na categoria Aves e Ovos, o frango inteiro está 2% mais barato e o frango em pedaços reduziu 1%. O ovo também apresentou queda de 3,3%.

Os boletins completos do Cepecon podem ser lidos na íntegra aqui.

Fonte:

Deixe seu comentário