Portal da Cidade Foz

economia

Produtos da cesta básica apresentam alta de 1% no mês de janeiro

Estudantes da UNILA realizam, mensalmente, o levantamento dos preços dos produtos da cesta básica em Foz do Iguaçu

Postado em 25/01/2019 às 13:56 |

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-Foz) para os itens da cesta básica apresentou um aumento, em Foz do Iguaçu, de 1,01% no mês de janeiro. A informação foi divulgada no boletim mensal do Centro de Pesquisas Econômicas e Aplicadas da UNILA (Cepecon).

Os produtos que estão pesando mais no orçamento são as hortaliças e verduras, com aumento médio de 17,8%. O coordenador do Cepecon, Henrique Kawamura, alerta que os consumidores devem ficar atentos com os preços de hortaliças folhosas, como alface e repolho, que tiveram incremento nos preços de 22,8% e 21% respectivamente. “A principal causa desse aumento foi a redução da oferta nas lavouras, em decorrência do clima quente, que aumentou a incidência de doenças”, explica. Uma opção é substituir as hortaliças por legumes e tubérculos. O tomate, por exemplo, está 30,6% mais barato em relação ao mês de dezembro.

Entre as frutas, a melancia foi a que mais impactou no IPC-Foz, com preços 34% maiores. Também está mais caro comprar banana caturra (17,2%) e laranja (13,8%). As carnes, em geral, aumentaram 0,98%, com destaque para a costela (7,9%) e coxão mole (4,7%). Mas o consumidor pode optar por carne de porco, que está 6,2% mais barata, ou cortes como peito bovino (-4,8%) e acém (-3,5%). Já o frango inteiro está 14,3% mais barato e o os ovos reduziram 8,6%.

O IPC-Foz é um projeto de extensão desenvolvido por docentes e estudantes da UNILA e que calcula o índice do custo de vida em Foz do Iguaçu com base nos preços da cesta básica. O cálculo é realizado mensalmente, levando em consideração os preços de 94 produtos, coletados em 12 locais de compra das principais regiões de Foz do Iguaçu. O relatório completo está disponível em http://www.cepecon.com/. 

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas