Portal da Cidade Foz

TECNOLOGIA

Curso de Agronomia da UDC tem diferencial nas práticas e tecnologias de ponta

Curso conta com equipamentos de precisão, laboratórios de química, física, geoprocessamento, casa de vegetação e duas áreas experimentais.

Postado em 06/02/2019 às 19:16 |

(Foto: Divulgação/UDC)

Todos os semestres os estudantes de Agronomia do Centro Universitário UDC fazem o cultivo e plantio de mais de 2 mil mudas de árvores nativas em matas ciliares de rios e nascentes da região de Foz do Iguaçu. As mudas são cultivadas na UDC e também chegam até a instituição através de um convênio com a Itaipu Binacional. 

Essa prática ocorre nas disciplinas de Avaliação de Impacto Ambiental, Ecologia e Silvicultura. “O estudante de Agronomia tem que saber que o meio ambiente precisa vir em primeiro lugar. Não tem como separar isso, o Engenheiro Agrônomo, quando estiver no mercado de trabalho, vai ter que atuar sempre atento, portanto, damos muita importância às ações ambientais no curso. A recuperação das matas ciliares é apenas uma delas”, explica o Coordenador de Agronomia do Centro Universitário UDC, Professor Martin Engler.  

Agronomia UDC 

A tecnologia se destaca em todas as áreas no Curso de Agronomia do Centro Universitário UDC. “Hoje a tecnologia é imprescindível na Agronomia. O engenheiro precisa conhecer as várias possibilidades e dominar aquelas que vai utilizar no trabalho mais tarde”, explica Engler. 

Para ter acesso a esses conhecimentos e tecnologias, os estudantes do Centro Universitário UDC tem a disposição uma infraestrutura completa. Equipamentos de precisão, laboratórios de química, física, geoprocessamento, casa de vegetação e duas áreas experimentais. 

Áreas Experimentais UDC

As áreas experimentais, uma fazenda com 1.200ha e outro espaço com 10ha, são os locais onde os estudantes conseguem ver na prática o que estão estudando na teoria. Na primeira são estudadas as grandes culturas, psicultura, reflorestamento, o uso de maquinário pesado, a criação de porco cateto e os projetos ambientais, como a preservação da onça pintada. Na segunda área são estudados horticultura e fruticultura. 

Durante o Curso os estudantes aprendem com experiências práticas atuando em diversas áreas, como: o melhoramento vegetal, a nutrição animal, agricultura de precisão, cultivo de hortas e muito mais. “Realizamos vários eventos durante o ano. A atividade prática de maquinários agrícolas, nutrição animal e pastagem são exemplos. Neste evento os estudantes realizam práticas em nutrição de equinos, bovinos, suínos, peixes e aprofundaram os conhecimentos em fertilidade do solo para as pastagens, tudo prático”, explica o Coordenador. 

O Curso também realiza anualmente o Dia de Campo, onde empresas e profissionais ligados ao setor fazem palestras e dão cursos sobre temas específicos.   

Agricultura de Precisão

Os estudantes também aprendem sobre agricultura de precisão com a utilização de Drones. Recebem ensinamentos de como utilizar o equipamento e de como ele é aplicado na Agricultura. Na disciplina os alunos vêm a parte de conceituação, o surgimento, termos técnicos de pilotagem e planejamento de voo e índices de vegetação que são a questões mais utilizadas e mais otimista da parte Agronômica.

“Neste semestre nossos acadêmicos participarão de um inventário em propriedades da região registrando maquinário, edificações, culturas, criações, etc. Vão também registrar a localização das propriedades por GPS. Sempre mesclando o campo de a tecnologia”, complementa o Coordenador.  

Fonte:

Deixe seu comentário