Portal da Cidade Foz

capacitação

Mais 160 jovens concluem projeto de formação profissional do Polo Iguassu

Com apoio da Itaipu e do PTI, formatura dos jovens simbolizou, além da capacitação, oportunidade de mudança de vida.

Postado em 24/10/2018 às 20:18 |

(Foto: Divulgação)

Na edição 2018 do projeto Trilha Jovem do Instituto Polo Iguassu, 162 jovens de 16 a 24 anos receberam certificado de conclusão dos cursos. A cerimônia de formatura foi realizada na noite de terça-feira (23), no Cineteatro Barrageiros e contou com a presença de representantes do Instituto, de instituições parceiras e dos pais e familiares dos formandos.

Este ano foram cinco meses de cursos em 500 horas de atividades de capacitação profissional divididas em diferentes categorias, entre elas Comércio e Atendimento, Turismo e Programação de computadores em vários níveis da computação.

Durante a cerimônia, foi realizada uma homenagem aos parceiros da Feira de Negócios, evento paralelo do Trilha Jovem, uma oportunidade em que os jovens apresentaram propostas de vendas de empresas locais aos empresários e outra homenagem ao incentivo do programa Nota Paraná. Ao final do evento, os formandos receberam certificado de participação no curso.

Para muitos, como destacou a coordenadora geral do Polo Iguassu, Fernanda Fedrigo, o Trilha Jovem representa uma mudança de vida e a chance da entrada no mercado de trabalho. “Notamos que nesta edição os pais participaram efetivamente, apoiando os filhos e os incentivando durante o curso. Isso trouxe mais motivação para os jovens. Deste curso, muitos já estão saindo empregados, o que para nós, é muito gratificante”.

A estudante de 17 anos, Iris Gabriely Lopes, fez o curso de Comércio e Atendimento e conta que o Trilha Jovem foi uma excelente oportunidade de preparo profissional. “Para mim foi uma chance incrível que transformou minha vida. Aprendi a me comportar em uma entrevista de emprego, os passos mais importantes na entrada do trabalho e os requisitos para um bom atendimento. Eu adquiri mais conhecimento e melhorei como pessoa. Tudo isso está me ajudando muito”, comenta Iris que já espera o retorno de uma proposta de emprego.

Maria de Fátima Duarte, mãe de um jovem, ressaltou a importância do Trilha Jovem na vida de muitos adolescentes. “Meu filho é outra pessoa depois que começou a participar deste projeto. Ele fez o curso de Programação de computadores e já se sente motivado a aprender mais sobre isso para conseguir um bom emprego. Graças ao curso ele está mais focado nos estudos, se tornou mais responsável e mais maduro sabendo o que quer para o futuro. Só tenho a agradecer ao Polo Iguassu e ao PTI por este projeto tão lindo”, disse.

Para 2019 serão ofertadas 200 vagas e as inscrições serão realizadas a partir de janeiro, obedecendo os mesmos critérios de seleção para atender jovens que tenham entre 16 e 24 anos e que estejam inseridos em um quadro de vulnerabilidade social.

O diretor técnico do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Claudio Issamy Osako, frisou que o projeto do Polo Iguassu se consagra na região como uma ferramenta importante de preparação profissional e de fortalecimento do setor empresarial. “A cada ano esse projeto tem obtido excelentes resultados. Gera oportunidade aos jovens que não teriam acesso à bons treinamentos, formando eles de forma técnica para assumirem bons lugares em empresas de Foz e região, e trabalha a cidadania. Nós, do PTI, esperamos conseguir ampliar essas oportunidades e a relação com outras empresas”.

Sobre o Trilha Jovem

O Trilha Jovem Iguassu é uma tecnologia social reconhecida pela Fundação Banco do Brasil e representa um dos principais projetos de inclusão social de Foz do Iguaçu. Executado pelo Instituto Polo Iguassu desde 2006, formou só em 2018, 162 jovens de 16 a 24 anos que estão em situação de vulnerabilidade social e destes, boa parte é encaminhada para o mercado de trabalho com garantia de sucesso.

Fonte:

Deixe seu comentário