Portal da Cidade Foz

educação

Mais de 360 trabalhos foram inscritos por estudantes para a FIciencias 2019

A categoria “Engenharias” foi a mais procurada por estudantes do Brasil, Paraguai e Argentina.

Postado em 30/08/2019 às 11:33 |

(Foto: Divulgação )

Estudantes do Brasil, Paraguai e Argentina aguardam ansiosos a divulgação dos 150 projetos finalistas que irão compor a exposição da Feira de Inovação das Ciências e Engenharias, a FIciencias 2019. Ao todo, mais 360 trabalhos foram cadastrados na plataforma do evento e estão sendo submetidos à avaliação de um Comitê Científico que deve anunciar os classificados no dia 13 de setembro.

As inscrições, voltadas para alunos dos estados do Paraná e Santa Catarina, no Brasil; da Argentina; e do Paraguai, matriculados no 8º ou 9º ano do ensino fundamental, ensino médio, ensino técnico ou em cursos de educação de jovens e adultos em níveis equivalentes, foram realizadas no site oficial da Feira entre os meses de junho e agosto. O evento é promovido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI) em parceria com diversas universidades.

Só do Paraná, 53 municípios tiveram representação nos cadastros, totalizando 77 projetos inscritos. Destes, 24 são de Foz do Iguaçu.

Entre as categorias com maior procura estão Engenharias com 70 iniciativas registradas, seguida por Ciências Humanas com 66; Ciências Agrárias com 49; Ciências Exatas e da Terra com 47 e Ciências Biológicas e Ciências da Saúde com 43 e 41, respectivamente.

A FIciencias

A 8ª edição da FIciencias está prevista para os dias 5,6, 7 e 8 de novembro, em Foz do Iguaçu. No espaço, os estudantes poderão compartilhar informações, experiências e apresentar suas pesquisas.

Os autores dos melhores trabalhos receberão prêmios em dinheiro, além de troféus, medalhas e passaportes para outras feiras semelhantes. Em 2018, mais de 1.200 pessoas visitaram a Feira, que teve como trabalho vencedor o “TechPipe”, um sistema para detectar vazamentos em tubulações de água elaborado pelos alunos do Colégio Sesi de Irati (PR), Gabriela Dremiski, Cesar Tkatchuk e Luiz Fernando Zavelinski.

Haverá ainda a FIciencias Kids, uma modalidade especial para os estudantes da Educação Infantil e Ensino Fundamental I apresentarem os seus trabalhos. Nesse formato, os projetos devem conter uma problematização e uma prática diferenciada, com temáticas ativas com foco no desenvolvimento e autonomia dos estudantes.

Outras informações estão disponíveis no endereço ficiencias.org.

Fonte:

Deixe seu comentário