Portal da Cidade Foz

Educação

UNILA vai ofertar 847 vagas em 28 cursos de graduação via Sisu 2019

O cronograma da primeira edição de 2019 já foi anunciado e as inscrições serão abertas no dia 22 de janeiro.

Postado em 19/12/2018 às 11:15 |

(Foto: Divulgação)

Quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 pode concorrer a uma vaga na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O cronograma da primeira edição de 2019 já foi anunciado e as inscrições serão abertas no dia 22 de janeiro. A UNILA vai ofertar 847 vagas em 28 cursos de graduação via Sisu 2019 – a exceção é o curso de Música, que tem processo seletivo específico.

Os interessados em estudar na UNILA já podem ir se preparando. A Pró-Reitoria de Graduação publicou o Edital 190/2018 com as normas do processo seletivo e a lista de documentos necessários para a matrícula.  “É muito importante que os candidatos verifiquem no edital qual a documentação necessária para a matrícula e organizem essa documentação com antecedência, principalmente os documentos mais importantes e que podem demorar para serem obtidos, como o histórico escolar do ensino médio e o certificado do ensino médio”, destaca Aroldo da Silva Tavares, chefe do Departamento de Administração e Controle Acadêmico.

Ele também lembra que a documentação constante no edital deverá ser apresentada de duas maneiras: na matrícula on-line, quando os documentos deverão ser digitalizados e anexados ao formulário via internet; e na matrícula presencial, quando os originais serão conferidos e autenticados. “Tudo isso está detalhado no edital e é importante que o candidato leia e fique atento”, reforça. A matrícula on-line (primeira etapa do processo) será realizada de 30 de janeiro a 4 de fevereiro e a presencial, de 18 a 20 de fevereiro.

Cotas

Das 847 vagas disponíveis para brasileiros, 52% são destinadas a políticas afirmativas (cotas): estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio regular em escolas públicas ou na modalidade de Educação de Jovens e Adultos. Também concorrem nesta categoria estudantes que tenham certificado de conclusão a partir do Enem, do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos ou do Exame de Certificação de Competência ou de Avaliação de Jovens e Adultos.

Os concorrentes inscritos de acordo com a política de cotas se subdividem em grupos e subgrupos: renda familiar; pretos, pardos e indígenas; e deficientes físicos. A inscrição em cada um desses grupos requer comprovação da condição por meio de documentação e/ou avaliação por meio de bancas específicas designadas pela UNILA, que irão realizar entrevista com o candidato, verificando e validando os documentos apresentados e se a condição atende ao disposto no edital.

No ano passado, a UNILA instituiu bancas para análise das matrículas incluídas nas cotas de renda familiar e pessoa com deficiência. A partir deste processo seletivo, também está sendo instituída a banca para averiguação de candidatos inscritos nas cotas destinadas a pessoas que se autodeclaram pretos e pardos. “A análise por bancas específicas para comprovar a participação do candidato nessas políticas afirmativas é uma recomendação do governo federal”, explica Tavares.

De acordo com o edital, no caso de pretos, pardos e indígenas, a análise será baseada no fenótipo (preto/pardo) do candidato. As bancas poderão, inclusive, solicitar opinião de especialistas para reforçar a emissão de seus pareceres. As entrevistas nas bancas serão realizadas durante a matrícula presencial.

Matrícula presencial

Na matrícula presencial, programada para 18 a 20 de fevereiro, todos os candidatos deverão comparecer à UNILA - Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000) e apresentar a documentação original encaminhada via cadastro on-line, para que seja realizada a conferência e validação dos documentos. O candidato deve ficar atento ao dia e horário de matrícula para seu curso, para não perder a vaga.

Após a matrícula presencial da chamada do Sisu e, caso ainda sobrem vagas, a UNILA poderá fazer chamadas complementares. O cronograma será divulgado posteriormente. Caso ainda restem vagas após a chamada dos candidatos em lista de espera, a UNILA abrirá a possibilidade de inscrição para estudantes que realizaram o Enem em anos anteriores.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas