Portal da Cidade Foz

Educação

Universitários criam Jardim Sensorial com conceitos de Educação Ambiental

O jardim foi organizado com materiais alternativos, principalmente pneus doados e pintados.

Postado em 10/10/2018 às 18:54 |

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

Estudantes do 6º Período de Ciências Biológicas do Centro Universitário UDC, Bruna de Oliveira Romanzini e Lucas de Souza Oliveira criaram um Jardim Sensorial orientados pela Professor Mestre Maria Angélica, e com o apoio da instituição, organizaram o Projeto de Extensão para o uso dos alunos do Centro Universitário UDC Vila A e Colégio Anglo-Americano.

Segundo a orientadora do projeto, Jardins Sensoriais são importantes espaços onde adultos e crianças podem tocar nas plantas, provar, sentir seus aromas, contemplar a natureza e conhecer sobre os usos de algumas, de forma que, o ambiente se torna um local de relaxamento e aprendizado. 

O jardim foi organizado com materiais alternativos, principalmente pneus doados e pintados que foram utilizados para o plantio das mudas, principalmente, plantas medicinais. Cada pneu recebeu uma placa com o nome popular da espécie, o nome científico e seus usos medicinais.

Para a realização do projeto os universitários também contaram com a ajuda dos alunos do 2º e 4º período de Ciências Biológicas. “Eles aplicaram conhecimentos adquiridos na disciplina de Projeto em Educação Ambiental, que envolveram: montagem de bancos de pneus, mesa de rolo de carretel de fio de luz, pintura dos bancos de concreto, montagem de horta em paletes, montagem de jogos com materiais alternativos e placas decorativas com mensagens de educação ambiental”, comentou a professora. 

Maria Angélica concluiu: “No fim o resultado foi muito bom, o Jardim se tornou um espaço diferenciado e agradável na instituição podendo ser usado como meio didático para vários cursos e pelo Colégio, que se tornou um espaço bastante frequentado pelos alunos nos intervalos entre as aulas”.

Fonte:

Deixe seu comentário