Portal da Cidade Foz

esporte

Athletico garante classificação e rebaixa o Foz do Iguaçu no Paranaense

Com o resultado, o Azulão da Fronteira é o primeiro rebaixado do campeonato.

Postado em 24/03/2019 às 18:47 |

(Foto: Divulgação/Athletico Paranaense)

O time de aspirantes do Athletico Paranaense garantiu a classificação antecipada para as semifinais da Taça Dirceu Krüger ao bater o Foz do Iguaçu por 2 a 1, na Arena da Baixada. Com 12 pontos ganhos, o Furacão é líder isolado do Grupo A. Já o Azulão, com o resultado, é o primeiro rebaixado do Campeonato Paranaense.

O Rubro-Negro abriu a contagem aos 13 minutos da primeira etapa, com Léo Cittadini, que recebeu de Vitinho e fuzilou para a rede. Depois do intervalo, o time da fronteira respirou com gol de Matheus Guerreiro, aos 14 minutos. Mas, Marquinho, aos 31 minutos, decretou a vitória.

Na próxima rodada, o Athletico enfrenta o Londrina, domingo, no Estádio do Café. Já o Foz do Iguaçu terá pela frente o Operário, no mesmo dia, no Estádio ABC, na fronteira.

O jogo - Com o Azulão marcando muito firme, o jogo começou com muito equilíbrio, embora as ações fossem dos donos da casa. O Foz ainda perdeu uma chance incrível, aos oito minutos, após recuo de Éder, na fogueira, a bola sobrou para Juninho, sem goleiro. O chute saiu fraco e Lucas Halter tirou em cima da linha. O Furacão respondeu, aos 11 minutos, em cruzamento de Rosseto que Bill mandou de bicicleta para fora.

O Rubro-Negro começou a apertar maus e, aos 13 minutos, Vitinho deixou a marcação para trás e serviu Léo Cittadini, que bateu firme para balançar a rede e abrir o placar. Aos 18 minutos, Marquinho lançou para Vitinho dominar, encontrar espaço e arrematar nas mãos do goleiro Felipe Alisson. Com vantagem no placar, o Atheltico administrava bem a posse de bola, sem forçar o jogo.

Vitinho era um dos jogadores mais acionados em campo e, aos 30 minutos, chegou pela esquerda ara arrematar e acertar a rede, mas pelo lado de fora. Aos 39 minutos, novamente ele, Vitinho, fez a jogada e serviu Marquinho, que mandou uma bomba para Felipe Alisson espalmar.

Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem modificações. Mesmo superior e com muito mais posse de bola, o Rurbo-Negro optava em não forçar e pouco atacava. Aos 10 minutos, bom lançamento de Juninho para Bruno Nascimento, que avançou e chutou para boa defesa de Léo. Mas, em roubada de bola do Foz, a bola chegou nos pés de Matheus Guerreiro, que recebeu na área e bateu, com ajuda de desvio, para deixar tudo igual.

O Azulão cresceu na partida, empolgado pelo gol. Aos 16 minutos, João Guilherme chutou Léo olhou a bola sair, só na torcida. O Furacão acordou e, aos 24 minutos, Marquinho cobrou falta e Zé Ivaldo subiu para desviar para fora, com muito perigo. O jogo ficou mais aberto. Aos 27 minutos, Foz no ataque, com João Guilherme, que chutou cruzado, à esquerda do gol.

Porém, aos 31 minutos, Marquinho recebeu de Bergson e arriscou o chute colocado, estufando a rede para colocar o Rubro-Negro na frente. Aos 40 minutos, bola na medida para Bergson na pequena área e a zaga apareceu no momento exato para afastar. Vitinho tentou mais um chute, aos 43 minutos, carimbando a defesa do Foz.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas