Portal da Cidade Foz

Dedicação

Estudante de Engenharia Mecânica da UDC é Campeão Sul Brasileiro de Natação

O garoto começou a nadar aos 11 anos para combater a bronquite e uma asma muito grave.

Postado em 29/05/2018 às 15:45 |

(Foto: Divulgação/UDC)

(Foto: Divulgação/UDC)

Vitor Gabriel Serighelli tem 19 anos e está no 3º período de Engenharia Mecânica no Centro Universitário UDC, estudou no Xodó da Vovó e depois no Colégio Educação Dinâmica, hoje nada pela Equipe de Natação da Academia Aquafoz e fala da sensação de ser um Campeão. “É uma emoção muito grande. Eu sempre ficava em quarto, quinto lugar na prova, ser campeão é uma coisa extraordinária. Quando conclui a prova e vi que cheguei em primeiro, minha reação foi ficar olhando para o placar e para meu técnico sem entender muito bem o que estava acontecendo, foi sensacional!” 

Dedicação e apoio

Foram muitos anos de treinamento, dedicação e sacrifícios para conseguir alcançar o objetivo de estar entre os melhores. “Eu tive que colocar uma confiança muito grande no meu técnico Denis. Em 2010 ele explicou para meus pais que meu auge seria com 19, 20 anos, que, nesta época eu estaria entre os finalistas nas competições nacionais”.

O estudante conta, que sem o apoio do Colégio, não conseguiria conciliar os estudos e os treinos. “A coordenação do Dinâmica sempre me apoiou no esporte. Quando eu tinha que viajar para alguma competição e tinha prova, o Colégio marcava uma nova data. Eu tinha que correr atrás do conteúdo que eu perdia, e o Dinâmica estava sempre me apoiando”.  

Em 2013 os resultados expressivos começaram a aparecer. “Comecei a pegar índice para participar de campeonato brasileiro, ser finalista nos Sul-Brasileiros. Eu saí do zero e superei meu maior obstáculo que era a asma. Eu não conseguia nadar 25 metros, hoje nado 1500 metros sem parar”. 

Com muita perseverança, Vitor esperou 8 anos para ver concretizado o que o técnico lhe disse. “Hoje vejo que tudo deu muito certo, que a base dos meus treinamentos foi muito boa para chegar aos 19 anos e dar minha sobrecarga de treino, poder ter um treino olímpico”. 

Treinamento 

A rotina de treinamento de Vitor é impressionante. Segunda, quarta e sexta-feira o estudante acorda às 6 horas, se alimenta para poder estar na piscina às 8 horas e nada 3 quilômetros. Às 14 horas retorna e nada mais 6 quilômetros, depois disto vai para academia. 

Essa já era a rotina de Vitor na época do Colégio. Segundo ele, sem o apoio do Dinâmica não estaria onde está. “Sem o auxílio do Colégio eu não conseguiria treinar e competir, se sou campeão também devo ao Colégio Dinâmica”. 

O estudante fala da segurança que sentiu para ingressar no Curso de Engenharia Mecânica. “Mesmo com as rotinas de treino me senti muito preparado para ingressar na faculdade. O terceirão do Dinâmica me preparou muito bem. Eu estudei para fazer a UDC, que é uma faculdade muito difícil, quem entra aqui achando que é fácil, não consegue sair do 1º semestre”. 


Fonte:

Deixe seu comentário