Portal da Cidade Foz

Fiscalização

Ação na BR-277 apreende quatro veículos com contrabando

As mercadorias dos veículos totalizaram aproximadamente R$ 80 mil.

Postado em 05/07/2018 às 23:39 |

(Foto: Divulgação/Receita Federal)

Na manhã de quarta-feira (04) ação da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal de Foz do Iguaçu em conjunto com policiais do BPFron e da Polícia Rodoviária Federal, na BR-277, resultou na apreensão de quatro carros com mercadorias.

O primeiro veículo era um Logan branco, ocupado por duas mulheres, uma 39 e outro de 24 anos. Ele era alugado e possuía placas de Belo Horizonte (MG). Logo ao abrir o porta-malas do carro verificou-se uma grande quantidade de vídeo games, eletrônicos e acessórios de vídeo games. As passageiras tinham como destino a cidade de Londrina (PR) e informaram que iriam revender as mercadorias.

O segundo veículo era ocupado por um homem de 37 anos e possuías placas de Cascavel (PR). O seu porta-malas estava carregado com pneus de diversos tamanhos. Segundo o condutor, o destino dos itens era Cascavel, com o intuito de revenda.

Já o terceiro veículo abordado foi um Vectra preto com placas de Curitiba (PR), que seguia também para a mesma cidade. O condutor estava sozinho e não fez nenhuma declaração sobre as mercadorias. O carro estava com o porta-malas carregado com receptores de satélites e acessórios embalados em sacolas e caixas.

O quarto e último veículo era um HB20 branco com placas de Marmeleiro (PR), ocupado por um casal, um homem de 51 anos e uma mulher de 48. Logo ao se aproximar do veículo constatou-se que o mesmo estava carregado com diversas sacolas. Em seguida, verificação detalhada no carro, verificou-se de que se tratavam de sacolas com brinquedos, que estavam espalhadas pelos bancos traseiros e porta-malas. Os ocupantes do veículo informaram que residiam em Marmeleiro e que possuíam uma loja onde revenderiam os brinquedos.

As mercadorias dos veículos totalizaram aproximadamente R$ 80 mil. Todos os ocupantes dos quatros veículos foram liberados, porém serão encaminhadas Representações Fiscais para Fins Penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas