Portal da Cidade Foz

Relatório

Guarda Municipal participou em mais de 25 mil fiscalizações no combate à Covid

O trabalho foi intensificado no primeiro semestre de 2021, quando os casos da Covid-19 se acentuaram no município.

Postado em 14/01/2022 às 11:21

(Foto: Arquivo/PMFI)

Em 2021, a Guarda Municipal de Foz do Iguaçu desempenhou um importante papel na luta contra a disseminação do coronavírus. A corporação designou agentes que estiveram na linha de frente para realizar mais de 25 mil vistorias para coibir o desrespeito às medidas de segurança em eventos clandestinos, além de estarem à Ponte da Amizade.

Segundo o relatório anual da GM, foram 23.651 veículos abordados nas barreiras e cerca de 40 mil pessoas entre motoristas e passageiros. O bloqueio tornava obrigatória a apresentação do teste PCR negativo para entrar na fronteira com o Brasil. Por não apresentarem a comprovação, mais de 6 mil pessoas retornaram ao Paraguai.

O trabalho foi intensificado no primeiro semestre, quando os casos da Covid-19 se acentuaram no município, principalmente para conter aglomerações clandestinas e estabelecimentos funcionando fora das normas. Em uma parceria entre Secretaria de Fazenda, Foztrans e Defesa Civil, foram mais de 2 mil locais vistoriados e aproximadamente 4.200 pessoas orientadas.

O prefeito em exercício, delegado Francisco Sampaio, destacou o trabalho crucial do efetivo no auxílio ao controle da doença.

“Quando precisamos, os agentes prontamente nos atenderam e estiveram na linha de frente. Buscamos os reforços, pois essa luta foi, e ainda é, feita de forma conjunta. Por este motivo é tão importante termos profissionais capacitados como os nossos guardas municipais”, frisou Sampaio.

Trabalho integrado

Para o diretor-geral da Guarda Municipal, inspetor Edimar Langnier, outro aspecto importante a ser reforçado foi o apoio conjunto com diversas equipes, como os realizados pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU), que reuniu agentes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Foztrans, Vigilância Sanitária e fiscais da Secretaria da Fazenda.

“Ninguém trabalha sozinho, portanto tivemos esse apoio muito importante para dar mais segurança aos cidadãos. Foram meses intensos com fiscalizações diárias e equipes nas ruas, atendendo às denúncias e agindo conforme era necessário”, garante Langnier. “Isso além do trabalho de rotina da GM, de patrulhamento e atendimento a outras situações de segurança”.

Dados de 2021

A Guarda Municipal manteve também os atendimentos diários às demais ocorrências. Ao todo, foram 8.700 registros feitos por meio dos telefones 153 e 199, patrulhamentos e com o auxílio do videomonitoramento.

As principais ocorrências foram para coibir perturbação de sossego (687) e casos de violência doméstica (315) – a Patrulha Maria da Penha realizou quase 20% dos atendimentos (1.674), sendo a maior parte para visitar as vítimas assistidas pelas equipes.

O secretário municipal da Segurança Pública, Reginaldo da Silva, lembra ainda que Foz registrou uma redução de 23.9% do número de homicídios, conforme o levantamento da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) do Paraná. Os dados são uma comparação entre janeiro a setembro de 2020 e o mesmo período de 2021.

“Para nós este é um ponto importante a ser valorizado. Foz caminha para índices melhores na segurança e os reflexos das ações ostensivas e de fiscalização já se mostram”, pontuou o secretário.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas