Portal da Cidade Foz

Investigação

Polícia Civil tenta encontrar quem ajudou criminosos a roubarem um avião

O delegado responsável pelo caso falou nesta quarta-feira (20), durante entrevista coletiva na Polícia Civil.

Postado em 20/10/2021 às 22:20 |

(Foto: Divulgação )

A Polícia Civil segue investigando o caso do roubo de um avião modelo C207 PT-DKW na Estância Hércules, no Porto Belo, em Foz do Iguaçu no domingo (17). Nesta quarta-feira (20), o delegado responsável pelo caso deu mais detalhes sobre a investigação.

Carlos Eduardo Pezzette Loro disse que a maior parte da quadrilha é formada por pessoas de fora, mas que contaram com a ajuda de integrantes da tríplice fronteira. “É evidente que as pessoas – que participaram do crime – eram de fora, mas existem pessoas de Foz que ajudaram no crime. O nosso trabalho em primeiro momento é descobrir sobre as pessoas de Foz e nós já temos várias pistas baseados no que as pessoas testemunharam", explicou.

A  Polícia Civil acredita que o avião tenha sido roubado para uso do tráfico de drogas e que até facções criminosas como o PCC possam estar envolvidas no crime. Os criminosos teriam seguido até Norte do Paraguai, embarcado em outra aeronave e partido rumo à Bolívia, segundo informações da Polícia Nacional do Paraguai.

Segundo o delegado, a maior dificuldade está em desmantelar toda a organização e não pegar pessoas de forma separada. Exames periciais feitos no local do crime, entre eles o de digitais e o de coleta biológica são aguardados para ajudarem na investigação do caso.

Somente após o resultado desses exames é que a Polícia Civil poderá identificar os principais envolvidos e, na sequência, ir atrás de outras pessoas envolvidas no roubo.

A aeronave pertence a uma empresa de paraquedismo e a única adaptada na empresa para a atividade. A empresa segue fechada enquanto não houver outro avião.



Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas