Portal da Cidade Foz

Confusão

Policial briga em festa de formatura de direito e fere duas pessoas

Caso aconteceu no Centro de Convenções na madrugada de domingo (18); policial foi preso e levado a delegacia.

Postado em 19/02/2018 às 10:12 | Atualizado em 19/02/2018 às 11:26

(Foto: Rádio Cultura)

Por volta das 2h30 de domingo (18), policiais militares receberam a denúncia de que duas pessoas foram feridas à tiros, em uma festa de formatura de direito, administração e arquitetura que acontecia no Centro de Convenções de Foz do Iguaçu, na BR 469.

No local os policiais foram informados que o disparo aconteceu após uma briga na fila do banheiro e que o autor era um policial militar, que foi detido e a arma apreendida. As informações são da Rádio Cultura. 

Uma das vítimas do disparo foi uma garota de 15 anos, que foi levada pela ambulância que dava suporte ao evento, para o hospital da Unimed. A segunda vítima foi um homem que foi levado para o Hospital Municipal.

O policial preso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. O caso será investigado. 

Confira a nota na íntegra da Polícia Militar abaixo:

No dia 18 de fevereiro de 2018, por volta das 02h00min, equipes da polícia militar deslocaram até o Centro de Convenções da cidade de Foz do Iguaçu para dar atendimento a uma situação de disparo de arma de fogo. No local estava ocorrendo uma Festa de Formatura e foi averiguado que em determinado momento após uma vias de fato, um dos envolvidos efetuou um disparo de arma de fogo, tendo como consequência o ferimento de outras 2 (duas) pessoas.

Foi identificado como autor do suposto disparo de arma de fogo, um militar estadual, o qual pertence ao 14º Batalhão de Polícia Militar e em seu momento de folga participava do evento. Diante do fato e por se tratar em tese de um crime de natureza comum e não militar, o policial militar foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil pela equipe policial que se fez presente no local, onde foi apresentado ao Delegado de Plantão e realizado a autuação da prisão em flagrante.

O PM foi temporariamente afastado de suas funções e encontra-se recolhido na sede do 14º BPM a disposição do Poder Judiciário. Concomitantemente ao Processo Judicial, será instaurado pelo Comando do 14º BPM o devido Processo Administrativo, o qual terá como objetivo apurar a conduta disciplinar do militar.

Fonte: Portal da Cidade com Rádio Cultura

Deixe seu comentário