Portal da Cidade Foz

Apreensão Milionária

Receita Federal retém cerca de R$ 2,2 milhões em mercadorias descaminhadas

Os ônibus e as mercadorias foram retidos e encaminhados para a sede da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

Postado em 18/10/2021 às 11:31

(Foto: Divulgação/RFB)

(Foto: Divulgação/RFB)

(Foto: Divulgação/RFB)

Na última sexta-feira (15), durante operações da Receita Federal em conjunto com a ANTT, foram retidos sete ônibus contendo mercadorias com suspeita de descaminho. As abordagens ocorreram no posto da Polícia Rodoviária Federal em Santa Terezinha de Itaipu-PR.

Na parte da manhã, dois ônibus com placas de Chapecó-SC e um com placas de Ibiporã-PR foram retidos. Já na parte da tarde, quatro ônibus foram retidos, dois deles com placas de Foz do Iguaçu-PR e destino à São Paulo.

Já no sábado, dia (16), os servidores da Receita Federal, em operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal e o BPFron, retiveram mais um ônibus de turismo no posto da PRF de Santa Terezinha de Itaipu.

No total, foram encontrados nos oito veículos cerca de R$ 2,2 milhões em mercadorias diversas sem comprovação de regularidade fiscal de importação. Por isso, os ônibus e as mercadorias foram retidos e encaminhados para a sede da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

Durante as operações ninguém foi preso, mas serão enviadas Representações Fiscais ao Ministério Público para a apuração dos ilícitos.

A Receita Federal disponibiliza telefones de contato para denúncias, de forma anônima, por meio dos números (45) 9 9152-2036 e (45) 9 9134-0100.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas