Portal da Cidade Foz

policial

Turistas de Curitiba caem no ‘golpe da van paraguaia’ na Ponte da Amizade

Eles foram rendidos e tiveram celulares, dinheiro e outros pertences levados pelos criminosos.

Postado em 17/03/2019 às 18:46 |

(Foto: Reprodução/RPC)

Quatro turistas de Curitiba caíram no ‘golpe da van paraguaia’, no sábado (16), na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, fronteira com o Paraguai. Em entrevista para a RPC, uma turista, que não quis se identificar, contou que ela e os três outros contrataram na Ponte da Amizade, do lado de Foz, uma van paraguaia para atravessar a ponte e entrar no Paraguai. A viagem custaria apenas R$ 5, segundo contou a vítima.

“Eles fizeram que nós entrássemos e sentássemos no último banco. Nós estávamos em quatro, três homens e eu”, disse a turista, para a RPC. Em seguida, o motorista parou para pegar outros passageiros. No entanto, não eram passageiros, mas sim os demais assaltantes. “Os três ao mesmo tempo deram voz de assalto, falando que era para todo mundo colocar a mão no banco e começaram a fazer a busca em todos nós”, relatou. Eles levaram celulares, dinheiro e ameaçaram atirar.

Os turistas foram deixados em uma estrada rural. Depois, conseguiram chegar a uma Delegacia de Foz do Iguaçu. Os celulares foram encontrados pela polícia.

O Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) informou à RPC que as vans paraguaias até podem pegar passageiros no Brasil, mas não no meio da rua. Segundo as autoridades, é necessário contratar o serviço com antecedência, ter nota fiscal e uma lista de passageiros. A orientação é buscar uma empresa legalizada.

“As vezes o turista desinformado, por levar uma vantagem financeira, em vez de pagar R$ 25 a R$ 30, ele acaba pagando de R$ 5 a R$ 10 e não sabe a procedência do motorista, do veículo. É preciso buscar sempre um transporte legal e de qualidade”, explicou João Batista Silva Antônio, diretor de Transporte do Foztrans, para a RPC.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas