Portal da Cidade Foz

política

Luiz Queiroga consegue liminar para voltar para Câmara de Foz do Iguaçu

Juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública deu prazo de 48 horas, a partir da notificação da Câmara, para que seja cumprida a liminar.

Postado em 10/08/2019 às 11:30 |

(Foto: Arquivo / CMFI)

O ex-vereador Luiz Queiroga conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) para voltar para a Câmara Municipal de Foz do Iguaçu. A decisão saiu nesta sexta-feira (9).

O ex-vereador é réu na Operação Nipoti, um desdobramento da Operação Pecúlio, e aguardava essa suspensão do ato administrativo da Câmara que levou à cassação dele.

O juiz Rogério de Vidal Cunha, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Foz, deu um prazo de 48 horas, a partir da notificação da Câmara, para que seja cumprida a liminar, sob pena de multa diária de R$ 10 mil.

Queiroga foi condenado à perda do cargo e pagamento de multa, além de ter os direitos políticos suspensos por ato de improbidade administrativa, em 2017.

Na ação, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) sustentou que o ex-vereador usou servidores públicos para distribuir panfletos com a foto dele em uma blitz educativa, em 2011.

Queiroga, que já foi preso, ficou afastado das funções por conta de investigações da Operação Pecúlio, que apura um suposto esquema de corrupção envolvendo a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu.

A operação foi deflagrada pela Polícia Federal em dezembro de 2016 para apurar um suposto esquema de corrupção na Câmara Municipal de Foz. Na época, 12 dos 15 vereadores foram presos suspeitos, entre outros, de receber uma espécie de mensalinho em troca de apoio aos projetos de interesse do então prefeito Reni Pereira (PSB).

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas