Portal da Cidade Foz

Região

7ª Pesca Internacional ao Tucunaré reúne 5 países e 9 estados em Santa Terezinha

A equipe do Sanatório e Cia, de Marechal Cândido Rondon, foi a primeira colocada da competição, com o total de 236.7 cm de peixe pescado.

Postado em 16/03/2020 às 15:41 |

(Foto: Divulgação/PMSTI)

(Foto: Divulgação/PMSTI)

Nove estados brasileiros (Tocantins, Minas Gerais, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro) e cinco países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai, Bolívia e Uruguai) estiveram representados na 7ª Pesca Internacional ao Tucunaré, realizada no último fim de semana, no terminal turístico de Santa Terezinha de Itaipu.

O evento realizado pela Associação de Pesca Esportiva de Santa Terezinha de Itaipu (Pesti), com o apoio do governo municipal, reuniu 750 pescadores na água e milhares de pessoas que circularam pelo local. Considerada pelos adeptos da pesca esportiva como sendo a melhor edição, a pescaria rendeu elogios quanto à estrutura, organização e receptividade.

Alex Roberto Silva, de Palmas (no Tocantins), viajou 2,5 mil km para participar do evento, que segundo ele, é o melhor do Brasil. “A organização da pesca ao tucunaré é uma das melhores do país. Esse é o quinto ano que participo, porém, com um diferencial: trouxe minha família nesta edição, para que conhecessem um pouco desse hobby”, disse.

A aprovação também foi compartilhada por Lucas Santangelo (Argentina) e Hernan Loayza Ruiz (Bolívia). “Muito organizada e com boas premiações. Vale a pena participar”, avaliaram.

Para o prefeito Cláudio Eberhard, que esteve presente em todos os momentos da confraternização entre os pescadores, “esse é um evento que cresce a cada ano, superando as expectativas da organização nessa nova formatação adotada entre o poder público e a Pesti”. Ele assegurou, que ficou definido o terminal turístico como sendo palco da pesca em todas as edições. “A cada ano consolidamos o crescimento dessa festa que une os adeptos da pesca esportiva e seus familiares”, destacou o gestor público.

O torneio de pesca foi exclusivamente embarcado e da espécie Tucunaré, na modalidade de arremesso com iscas artificiais, sendo obrigatório o pesque e solte. Os pescadores mediram os peixes dentro do barco, ficando o registro por conta de fotos e filmagens, devidamente analisadas pela comissão organizadora.

Vencedores - A equipe Sanatório e Cia, de Marechal Cândido Rondon, foi a primeira colocada da competição, com o total de 236.7 cm de peixe pescado. “Foi gratificante participar da competição. Batalhamos pelo prêmio e tivemos a felicidade de encontrar os peixes e captura-lós”, disse Ricardo Andrei Krause, representante da equipe vencedora.

As equipes da TPA Megabass, Marine e Faca na Rede, de Palmas (TO), conquistaram o segundo lugar, com 234.7 cm de peixe pescado. Em terceiro lugar, ficou a equipe Macuco Safari e Vidal e Marcas, de Foz do Iguaçu, com 232 cm de peixe pescado.

Prêmios - Além da cerimônia de entrega de troféus aos dez primeiros colocados, houve sorteio de prêmios aos participantes que permaneceram por mais de duas horas na água.

As equipes vencedoras do sorteio foram: Água Viva, de Santa Terezinha de Itaipu, que levou para casa uma embarcação Megabass modelo master e uma carreta odne. As equipes Pérola Negra, de Cascavel; NB Terraplanagem Polimentos de Santa Terezinha de Itaipu e Jacomi Fishing também de Santa Terezinha, ganharam no sorteio, uma embarcação de seis metros beira rio, carreta odne e um motor mercury 15hp. A equipe que levou para casa uma moto Honda foi a Mandioca STI. Também foram sorteados quites para as demais equipes. 

O encerramento do evento contou com música ao vivo no “Buteco da Pesti”. “Esse ano mudamos a estrutura do evento, saindo de dentro da praia para o atracadouro externo. Felizmente, a população e os participantes aprovaram e o evento foi sucesso em mais uma edição. Só temos a agradecer a parceria da administração municipal, que tem contribuindo para a consolidação do evento”, finalizou o presidente da Pesti, Eduardo Ramos de Oliveira. 

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas