Portal da Cidade Foz

Paraguai

Autoridades paraguaias discutem abertura gradual e inteligente das fronteiras

O prefeito de CDE, Miguel Prieto, se reuniu quinta (9) com o diretor de Vigilância em Saúde, Guillermo Sequera, e autoridades de saúde do Alto Paraná.

Postado em 10/07/2020 às 11:20 |

(Foto: La Clave)

As autoridades discutiram nesta quinta-feira (9) o impacto do coronavírus em Ciudad del Este e a crise econômica causada pela quarentena e, sobretudo, pelo fechamento da Ponte da Amizade. O prefeito de Ciudad del Este, Miguel Prieto, levantou a necessidade de pensar em alternativas para reativar a economia com uma abertura gradual da fronteira, adotando todas as medidas sanitárias e as autoridades de Saúde manifestaram sua pré-disposição para colaborar na construção de propostas.

Prieto também anunciou a criação de uma mesa de trabalho com as autoridades de saúde, o município de Ciudad del Este, a província do Alto Paraná e representantes do setor privado. "Os que estão na área da saúde estão cientes do problema que aflige a fronteira, da outra pandemia que é econômica, e me parece ótimo estarmos falando sobre esse problema que aflige o país. Fala-se em buscar uma trégua na economia. Isso é por um tempo, mas há uma boa predisposição do Ministério da Saúde para avançar ", afirmou o prefeito.

Por outro lado, o diretor de Vigilância em Saúde, Guillermo Sequera destacou que, do Ministério da Saúde existe a consciência de que “a economia também afeta a saúde pública. Nós vamos ter que conviver com o coronavírus, é por isso que temos que pensar em abrir a fronteira, mas de forma inteligente, com condições e vamos ver quais. Mas é hora de sentar para discutir esse tipo de cenário e Ciudad del Este não escapa disso. O Paraguai é um exemplo na região de como o coronavírus está sendo gerenciado, por isso nos dá a oportunidade de tomar as medidas de nossa experiência ”, afirmou.

O funcionário acrescentou que “na próxima semana, trabalharemos em um plano, é uma necessidade. Ciudad del Este é gravemente atingida, queremos fazê-lo, não grosseiramente ou atropelar, mas de maneira inteligente. Parar o vírus vai ser difícil, mas o que podemos fazer é domar. E como vamos domar isso? Com distanciamento social e lavagem das mãos ”, destacou.

Sequera disse que o ministro da Saúde, Julio Mazzoleni, está disposto a cooperar na construção de um plano inteligente de reabertura para a fronteira e anunciou que visitará Ciudad del Este na próxima semana para avançar nas negociações a esse respeito.

Fonte:

Deixe seu comentário