Portal da Cidade Foz

Fronteira

Dia da Independência Argentina é marcado por manifestação em Porto Iguaçu

Moradores da cidade de 105 mil habitantes reivindicavam por serviços básicos, como saneamento, rede de esgoto, energia elétrica e reabertura da fronteira.

Postado em 09/07/2021 às 07:04

(Foto: Divulgação/Claudio Altamirano)

O centro de Porto Iguaçu, na Argentina, foi marcado nesta sexta-feira (9) por uma manifestação pacífica de moradores locais, autorizada pelas forças de segurança. Eles reivindicavam melhores condições de serviços básicos, como saneamento, rede de esgoto, energia elétrica e a reabertura da fronteira, que afetou bastante o turismo da cidade de 105 mil habitantes, dependente economicamente do setor.

A Ponte Tancredo Neves, que liga Foz do Iguaçu até a cidade argentina, está fechada desde março de 2020, assim como todas as fronteiras terrestres da Argentina, para conter o avanço do novo coronavírus.

A data para o protesto foi simbólica. Dia 9 de julho é comemorada a Independência da Argentina. Segundo o representante do movimento social, Claudio Altamirano, são inúmeras as dificuldades enfrentadas pelos moradores locais. 

"Os movimentos sociais de Porto Iguaçu estão pedindo melhores serviços, pois falta água, falta energia elétrica, falta infraestrutura e muitas outras questões", explicou em entrevista ao G1.

Em novembro de 2020, imagens que circularam na internet mostraram o desespero que a fome tem causado em muitas famílias em vulnerabilidade social em Porto Iguaçu, chegando a desenterrar carnes de frango descartadas pela prefeitura local. Relembre a notícia clicando aqui.

Claudio Altamirano disse que cerca de 400 famílias estão abaixo da linha da pobreza na cidade argentina fronteiriça. Quatro centros comunitários são mantidos para atender as famílias com serviços de assistência social, contando com 20 voluntários.

Eles preparam refeições através de doações e alimentos comprados com fundos das próprias organizações.

Segundo a Secretaria de Saúde de Porto Iguaçu, 211 pessoas morreram vítimas do coronavírus na cidade que já registrou 27.072 casos confirmados da doença.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas