Portal da Cidade Foz

Fronteira

Novas medidas para reabertura inteligente da Ponte da Amizade são avaliadas

A reunião aconteceu nesta segunda-feira (10), em Ciudad del Este, no Paraguai, na sede do governo do departamento de Alto Paraná.

Postado em 11/08/2020 às 10:39 |

(Foto: Caio Vasques)

Abrir de maneira inteligente a Ponte da Amizade, na fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, no Paraguai, para que possa dar novo "fôlego" à economia local, tão afetada pela pandemia do novo coronavírus. A principal ligação entre os dois países está fechada desde 18 de março deste ano.

Estas são algumas propostas apresentadas para a reabertura da principal fronteira do país, debatidas nesta segunda-feira (10), durante uma reunião na sede do governo de Alto Paraná, no Paraguai.

A ideia é poder entrar e sair do país entre 5h e 18h, criar uma plataforma digital para armazenar dados de pessoas que cruzam a fronteira e instalar um posto de saúde na aduana da Ponte da Amizade para controlar a entrada e saída de pessoas do Paraguai.

Além disso, estabelecer um perímetro de área de livre para movimentação, que será considerada área de alto risco, colocar e montar cordões sanitários junto aos militares para evitar a entrada e saída descontrolada de pessoas da área de alto risco.

Por sua vez, Hugo Kunzle, diretor da Décima Região de Saúde, destacou que as propostas serão apresentadas aos sindicatos e demais trabalhadores do microcentro e também a agentes das forças públicas para elaborar estratégias. “A ideia é estabelecer estratégias de longo prazo, sabendo que estamos em um momento epidemiológico muito crítico em nossa cidade, em nosso departamento, assim como do outro lado da fronteira. Esperamos que esses números diminuam e em breve nos ofereça a possibilidade de a reabertura gradual da ponte”, acrescentou.

Por sua vez, Idalia Medina, presidente da Associação Médica do Alto Paraná, destacou que a reabertura gradativa deve ser planejada. “Estamos abertos, a partir da Associação dos Médicos, para apoiar esta iniciativa. Ver o que é preciso e comprometer o Governo a nos ajudar a ter uma abertura segura para todos”, frisou.

As autoridades ainda não definiram uma data aproximada para a implementação do plano; embora, em grande medida, dependa do momento em que o consenso é alcançado e da evolução da pandemia.

Os prefeitos Miguel Prieto Vallejos (Ciudad del Este) e Chico Lacerda “Brasileiro” (Foz do Iguaçu) esperam que a reabertura seja a partir de setembro. Durante este período, as atuações turísticas da Foz serão reabilitadas.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas