Portal da Cidade Foz

Expectativa

Protocolo de reabertura da Ponte da Amizade deve usar código QR para registro

A entrada será limitada apenas ao centro de Ciudad del Este, para o turismo de compras no vizinho país.

Postado em 09/09/2020 às 10:18

(Foto: Arquivo La Clave)

Os interessados ​​em entrar em território paraguaio deverão recorrer a um site do governo nacional a ser divulgado em breve, onde devem se inscrever, após preenchimento de um questionário e obtenção de um código QR, que permitirá acompanhar o seu percurso por Ciudad del Este e as lojas que visitou durante a sua estadia. A entrada será limitada apenas ao centro de Ciudad del Este.

O Governo do Alto Paraná continua insistindo na necessidade de estar pronto quando forem atendidas as condições sanitárias para a reabertura da Ponte Internacional da Amizade. Neste contexto, uma equipe de profissionais médicos tem trabalhado no desenvolvimento de um protocolo de saúde que será apresentado ao Governo Federal do Paraguai na próxima segunda-feira (14).

“Somos duas nações irmãs e temos que voltar a reabrir a ponte, mas tomando todos os cuidados de saúde correspondentes. Minha equipe de trabalho e eu elaboramos um protocolo sanitário”, explicou o médico Cristian Insaurralde, que faz parte do mutirão do Governo do Alto Paraná, que deu detalhes a esse respeito.

Esse protocolo de saúde é bilateral, envolve Ciudad del Este e Foz do Iguaçu. Indicou que foi desenvolvida uma página web para o registro de todas as pessoas interessadas em entrar no país, disponibilizando os seus dados de filiação, nomes, sobrenomes e idade. "Eles também devem fornecer informações pessoais, como se você tem diabetes, pressão alta e algumas doenças auto-imunes".

Devem também responder onde estiveram nas últimas duas semanas, se tiveram algum tipo de sinais e sintomas respiratórios ou gastrointestinais, cefaleias e dores musculares. “Com base nesses dados, estamos desenvolvendo um sistema que, de acordo com a resposta que as pessoas nos derem no ato do cadastro, vai discriminar se sua renda corresponde, vai ao médico ou espera para entrar”.

Se tudo correr bem, sua entrada em território paraguaio é liberada. “Você receberá um cartão de saúde, que é um código QR, que o ajudará a entrar no microcentro comercial. Nesse ponto quero esclarecer, não é como se falou que vai abrir o país, o que vai abrir é o microcentro e por etapas”, disse.

Lugar e horários

O médico ainda explicou que estava observando como serão as ruas e como se formará o perímetro por onde poderão entrar, aos quais se somam duas questões: o número limitado de pessoas que entrarão e os horários de permanência para realizar o turismo de compras. “Não é que eles venham e fiquem aqui e caminhem por toda parte a qualquer hora e seja qual for, tudo estará estabelecido em um protocolo”.

E acrescentou: “Caso o visitante tenha algum problema, depois de entrar no território nacional, uma equipe médica estará localizada no microcentro para avaliar corretamente as pessoas e fazer um teste rápido que vai ajudar a saber se essa pessoa tem ou não alguma patologia e ser encaminhado de volta para o seu país. Para isso, vamos ter uma linha direta com as pessoas do outro lado da fronteira, para podermos trabalhar em coordenação", afirmou.

Ele também mencionou que todas as informações que serão processadas para descobrir quem são e onde estiveram durante o passeio pelo centro da cidade. “As instalações aderentes ao protocolo terão a possibilidade de escanear as pessoas que entrarem e teremos cadastro e os proprietários, e as lojas terão todos os dados de seu eventual cliente para ter maior controle e segurança”.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas