Portal da Cidade Foz

saúde

Equipamentos oftalmológicos recuperados pela polícia são entregues à prefeitura

Aparelhos serão utilizados na ala de oftalmologia do novo prédio do Centro de Especialidades Médicas (CEM).

Postado em 23/07/2019 às 11:59 |

(Foto: Divulgação / PMFI)

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu na tarde de segunda-feira (22), um conjunto de aparelhos oftalmológicos recuperados de uma empresa particular que prestou serviços ao município em 2015. Eles foram entregues pelo Núcleo de Combate à Corrupção da Polícia Civil no Complexo Bordin, onde funciona o almoxarifado da saúde. O secretário de saúde Nilton Bobato e a delegada Rita de Cássia Camargo Lira acompanharam a entrega.

Os equipamentos passarão por uma avaliação técnica e posteriormente serão destinados ao Centro de Especialidades Médicas. O espaço passa por reformas e será entregue no próximo ano à população. “Essa é uma ação muito importante da Polícia Civil. Com a recuperação destes equipamentos, teremos condições de preparar uma sala de diagnóstico, por exemplo, para os novos profissionais de oftalmologia que serão contratados para atender a demanda existente na cidade”, afirmou o secretário. Os equipamentos estão avaliados em R$ 200 mil.

Operação

Os equipamentos foram recuperados pelo Núcleo de Combate à Corrupção da polícia Civil em maio deste ano. A investigação, que começou em 2016, apurou o desaparecimento dos aparelhos oftalmológicos do Hospital Municipal, após a realização de mutirões prestados por uma clínica particular de São Paulo.

Dos 12 equipamentos, seis foram encontrados em sedes da empresa em três estados diferentes do país: Santa Catarina, São Paulo e Paraná. A Polícia identificou os aparelhos pelo número patrimonial da prefeitura de Foz do Iguaçu e do registro da Receita Federal, que havia doado os equipamentos.

De acordo com a Delegada Rita de Cássia, a Polícia Civil apresentou ontem (22) o inquérito ao Ministério Público, que terá quinze dias para oferecer a denúncia. A operação indiciou quatro pessoas por peculato e furto, dentre elas, o ex-secretário de saúde, Charles Bortolo.

Fonte:

Deixe seu comentário