Portal da Cidade Foz

Saúde

Projeto 'Missão Canina' fez a alegria das crianças no Hospital Municipal

Ação inédita no Oeste do Paraná será mantida pela instituição com visitas dos animais a cada quinze dias.

Postado em 15/10/2018 às 17:18 |

(Foto: Divulgação/PMFI)

(Foto: Divulgação/PMFI)

(Foto: Divulgação/PMFI)

Eles chamaram atenção por onde passaram e fizeram a alegria das crianças internadas no Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL) na ultima sexta-feira (12), Dia das Crianças. Maya, a cachorra Maravilha, juntamente com sua equipe de quatro patas, são protagonistas de um importante projeto colocado em prática na instituição e que se repetirá a cada 15 dias: o Missão Canina.

O projeto que integra a política de humanização do HMPGL, só foi possível graças à ajuda de outro projeto: o Dr. Patinhas, que desde 2015 realiza a Terapia Auxiliada por Animais (TAA), em instituições como o Lar dos Velhinhos e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE.

O resultado desta visita é imediato. O sorriso estampado no rosto das crianças e a emoção dos familiares, acompanhantes e profissionais da instituição, levam a um só pensamento: a necessidade constante da humanização. “Uma instituição de saúde não pode ficar longe da humanização. O que comprovamos foi uma mudança total do ambiente onde já percebemos uma maior adesão ao tratamento por parte das crianças”, avalia o diretor-presidente do Hospital Municipal, Sergio Fabriz.

Esta também foi a opinião de Elias Colombeli, pai de uma pequena paciente internada na instituição há 15 dias. “Desde o dia anterior, nossa filha estava na expectativa da vinda dos cães e talvez ela não pudesse participar por conta do estado clínico, mas por coincidência, o quadro dela melhorou muito e ela, juntamente com outras crianças, com a equipe do hospital, e nós, os pais, pudemos proporcionar este dia tão especial”, disse o pai que segue elogiando o projeto implantado. “É um projeto louvável. Que venham mais ações como essas, que remetem às crianças aqui internadas um pouco do ambiente familiar”, concluiu.

O resgate de todo esse vínculo afetivo, elevando a autoestima das crianças, também foi vivenciado por um paciente de 10 anos que necessitou de internação no feriado. O pequeno estava bem à vontade com os cãezinhos. “Eu tenho cachorrinho que está me esperando em casa, e estava com saudades”, disse o paciente.

O Dia das Crianças no HMPGL, também contou com a presença do grupo Amigas do Coração, que ofertaram aos pequenos brinquedos e lanches. 

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas