Portal da Cidade Foz

Turismo

Dreamland recebe a visita de 40 agentes de trânsito da Tríplice Fronteira

Durante a visita, os policiais conheceram o Museu de Cera, o Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo e Dreams Ice Bar.

Postado em 08/12/2019 às 20:09 |

(Foto: Divulgação )

O complexo Dreamland recebeu na última quinta-feira (5) a visita de 40 agentes de trânsito e segurança pública do Brasil, Paraguai e da Argentina. Eles integram as forças policiais de Foz do Iguaçu (BR), Puerto Iguazú (ARG) e Ciudad del Este, Hernandarias e Presidente Franco (PY).

Durante a visita, os policiais conheceram o Museu de Cera, o Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo e Dreams Ice Bar. Também puderam conferir o novo atrativo do complexo turístico, o Dino Adventure: um circuito de 60 metros de arvorismo e 95 metros de tirolesa a até 15 metros acima do chão.

Para Jihad Abu Ali, Diretor de Assuntos Internacionais de Foz do Iguaçu, que acompanhou os agentes de segurança, conhecer atrativos como o Dreamland fomenta a conexão entre os países e fortalece a credibilidade dos profissionais de segurança pública. “Este intercâmbio é fundamental, porque o turista que está no Paraguai e precisa de informações sobre atrativos no Brasil, por exemplo, recorre a quem está de uniforme, aos agentes de trânsito. São eles que transmitem a segurança para o viajante”, explicou.


 


CURSO


Os policiais estão na cidade participando do 1º Intercâmbio de Segurança Turística e Trânsito da Tríplice Fronteira que começou em novembro e encerra nas próximas semanas. Ao todo serão 70 horas de treinamento. O objetivo é promover a integração entre turismo e segurança pública na fronteira.


As aulas são ministradas pela Guarda Municipal de Foz do Iguaçu, com apoio do Instituto de Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans), Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Polícia Militar, além de professores da Unioeste e da Unila.


O grupo foi coordenado pelo integrante da Guarda Municipal de Foz do Iguaçu, GM Tavares. Ele apontou que a responsabilidade de unir as polícias das fronteiras tem um objetivo: “integrar as prefeituras dos três países, Brasil, Paraguai e Argentina e garantir qualidade na segurança para o cidadão”.

Fonte:

Deixe seu comentário