Portal da Cidade Foz

Trabalho e Renda

Comércio lidera criação de empregos em Foz do Iguaçu no primeiro semestre

A cidade teve saldo positivo, com a abertura de 950 novos empregos com carteira assinada; dados foram divulgados pelo Ministério da Economia esta semana.

Postado em 30/07/2021 às 04:02

(Foto: Christian Rizzi/PMFI)

O setor de comércio, primeiro a reagir após a flexibilização das medidas restritivas da pandemia da covid-19, liderou a criação de empregos no primeiro semestre em Foz do Iguaçu. De janeiro a junho, o segmento registrou um saldo positivo de 881 postos de trabalho - foram 5.164 admissões, contra 4.283 desligamentos.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (29) pelo Ministério da Economia/Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). No período, que engloba a segunda onda da covid, Foz teve a abertura de 950 novos empregos com carteira assinada - foram 13.743 admissões, contra 12,793 desligamentos.

A construção civil ocupa a segunda posição, com saldo positivo de 154 postos de trabalho. No período, foram 1.322 admissões contra 1.168 demissões. A indústria também apresentou números positivos no intervalo de seis meses, com 55 empregos - 599 admissões contra 544 desligamentos.

Período

Os meses de janeiro e fevereiro foram os mais positivos para a economia de Foz do Iguaçu em 2021, segundo o Caged, com 424 e 587 contratações respectivamente. Em março, com o recrudescimento da pandemia, a cidade perdeu 183 postos de trabalho. A situação se repetiu em abril, com mais 171 demissões.

A curva de empregos começou a mudar a partir de maio e seguiu em junho, quando foram criados 293 empregos formais, na somatória dos dois meses. O setor de serviços, que abrange atrativos turísticos, eventos e rede hoteleira, ainda não deu sinais de recuperação. No acumulado do ano houve uma perda de 139 vagas.

A expectativa do segmento é com relação ao segundo semestre do ano, quando retornam os eventos corporativos e sociais aliados à tendência crescente do ecoturismo, que deve atrair mais visitantes. Outro fator é o avanço da vacinação contra a covid-19 - a cidade caminha para ter 100% da população adulta imunizada em agosto.

Estado e país

O Paraná foi o quarto estado brasileiro que mais gerou empregos no primeiro semestre de 2021, com um saldo de 118.316 vagas abertas entre janeiro e junho. É o melhor desempenho para o período desde 2011, e também a primeira vez que o saldo nos primeiros seis meses do ano ultrapassa a marca de 100 mil vagas formais.

Dos 399 municípios paranaenses, 367 (92%) tiveram saldo positivo na abertura de vagas no semestre. O Paraná ficou atrás apenas de São Paulo (491.021), Minas Gerais (185.578) e Santa Catarina (126.111).

No Brasil, 1.536.717 postos de trabalho foram abertos nos primeiros seis meses do ano, 309.114 somente em junho. O acumulado é bastante superior ao primeiro semestre do ano passado, que teve saldo de 1.198.363 vagas devido à pandemia.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas