Portal da Cidade Foz

Seleção Brasileira de Beach Soccer visita Itaipu Binacional

A seleção brasileira conheceu a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta.

Postado em 26/01/2017 às 00:03 |

Foto: Divulgação

Os craques da seleção brasileira de beach soccer visitaram a usina hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, na manhã desta quarta-feira (25) A visita ocorreu durante um dos intervalos dos treinos para as eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de Beach Soccer, que acontecem de 5 a 12 de fevereiro, em Assunção.

O time e delegação técnica foram recebidos no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) pelo superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla, assistiram ao vídeo institucional da usina e depois partiram para uma visita técnica, com o suporte da Divisão de Relações Públicas.

Para muitos jogadores, foi a primeira visita à recordista mundial de produção de energia limpa e renovável. “Estou achando fantástico”, declarou o goleiro Genilson Brito Rodrigues, o “Mão”, responsável pela defesa do gol da seleção.

“Porque não conhecia [Itaipu] com tanta profundidade. Saber mais sobre a capacidade da usina, os recordes e a produção de energia para o Brasil e o Paraguai é muito gratificante”, completou.

A seleção está em Foz do Iguaçu desde o dia 19 e, no próximo domingo (29), antes de embarcar para Assunção, faz um amistoso com a seleção do Paraguai.

A vinda dos craques à cidade só foi possível com o apoio de Itaipu, que construiu uma cancha de areia no Gramadão da Vila A. Normalmente, a fase preparatória para as grandes competições ocorre no Rio de Janeiro. O técnico da seleção, Gilberto Costa, aprovou as instalações esportivas e disse que a equipe sairá mais forte de Foz do Iguaçu.

“A quadra ficou muito boa e tem sido ótimo treinar lá. Só temos elogios à estrutura que nos foi oferecida”, afirmou o técnico, que disse esperar o surgimento de novos craques do futebol de areia na cidade. “O mais importante é plantarmos uma semente para que as crianças de Foz sejam agraciadas com aquela quadra no futuro.”

O craque Bruno Xavier destacou “o carinho com que a cidade recebeu a equipe, desde a nossa chegada, o primeiro treino, o esforço para fazer uma boa quadra e deixar tudo pronto”. “Lá no Paraguai vai ter muita pressão e isso [o apoio] é fundamental para o começo de caminhada”, completou.

Jogador do Kristall, da Rússia, Xavier disse que o calorão de Foz não assustou o grupo. Além dele, outros dois craques da seleção jogam na terra de Vladimir Putin – Fernando DDI (Krylya Sovetov) e Daniel Zidane (Lokomotiv Moscou). “A adaptação é fácil. O problema é quando a gente sai daqui para ir para lá. Aí é uma gelada”, brincou.

Os treinos da seleção no Gramadão ocorrem diariamente, até o dia 2 de fevereiro, em dois horários: às 8h30 e às 17h30. O torneio em Assunção, que começa no dia 5, vai garantir três vagas para a Copa do Mundo Fifa Bahamas, que será disputada de 27 de abril a 5 de maio, no Caribe.

Fonte:

Deixe seu comentário