Portal da Cidade Foz

Volta às Aulas

Cartão do Material Escolar vai injetar cerca de R$ 4,5 milhões na economia

Escolas e CMEIs farão a convocação das famílias para retirada do benefício a partir do dia 24 de janeiro.

Publicado em 18/01/2022 às 15:58
Atualizado em

Foto feita antes da pandemia de coronavírus. (Foto: Arquivo/PMFI)

O empresário Guilherme de Oliveira, dono de uma papelaria no Jardim Universitário, tem ótimos motivos para se animar com as vendas do início de ano. A loja foi uma das credenciadas pela Secretaria da Educação de Foz do Iguaçu para receber famílias de alunos da rede municipal de ensino com o cartão Material Escolar.

A previsão de Guilherme é que os lucros com a volta as aulas cheguem a R$ 5 mil, impulsionado em grande parte pelas compras com o cartão.

“Para nós, comerciantes de Foz, uma ideia como essa foi muito bem-vinda. Por estarmos no bairro, acreditamos também que isso contribua ainda mais para que os pais venham até aqui, por conta de toda facilidade de deslocamento. Se tudo ocorrer como estamos acreditando, vamos ter um ótimo início de ano”.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, o investimento da Prefeitura é de aproximadamente R$ 4,5 milhões – valor que será injetado na economia da cidade para impulsionar o comércio local. Até o momento, 20 papelarias já estão credenciadas e outras devem ser formalizadas ainda nesta semana.

“Muitos desses pais, por vezes, compravam os materiais no Paraguai, por exemplo, por conta dos preços. Com o auxílio, o dinheiro ficará agora dentro da cidade, gerando uma receita ainda maior para os comerciantes do setor neste período tão importante. Com certeza todos sairão ganhando”, celebrou Chico.

O benefício começa a ser distribuído a todas as 50 escolas e 42 CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) a partir de segunda-feira, 24. Na sexta-feira, 21, haverá uma cerimônia especial de entrega na Escola Josinete Holler, na Vila A, a partir das 13h30.

Funcionamento do cartão

A secretária da Educação, Maria Justina da Silva, explica que as famílias dos mais de 25 mil alunos matriculados na rede vão receber o auxílio, que varia de R$ 80 a R$ 180 por criança, para a compra do material escolar.

A divisão será feita da seguinte forma: R$ 80 para alunos do berçário; R$ 120 para alunos do maternal; R$ 160 para alunos da pré-escola (Infantil 4 e 5); R$ 165 para alunos do ensino fundamental nos anos iniciais (1º ao 3º); e R$ 180 para alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental. Para a Educação de Jovens e Adultos serão destinados R$ 160 por aluno.

“É um grande orgulho termos um projeto como esse, tão esperado por todos e que vai ser marcante para a cidade. As instituições deverão fazer o chamamento para que essas famílias retirem o cartão para comprar produtos de qualidade no comércio local”, destaca Justina.

Também será possível baixar o aplicativo do agente financeiro para verificar o saldo do cartão. As famílias terão até 180 dias para adquirir os materiais listados pela Secretaria da Educação.

Credenciamento aberto para papelarias

O credenciamento para empresas locais interessadas em participar do programa “Auxílio Material Escolar” continua aberto. As empresas devem estar com a documentação em dia e comprovar a venda de artigos de papelarias e livrarias. A vigência do cadastro será de 12 meses. 

As inscrições devem ser feitas através do Protocolo Digital, no seguinte endereço clicando aqui.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias