Portal da Cidade Foz

violação

Ministério Público pede prisão de mulher que deu positivo para coronavírus

Pedido foi formulado nesta segunda-feira (23), após conclusão da investigação sobre violação da quarentena.

Postado em 23/03/2020 às 16:30 |

(Foto: Kiko Sierich/Arquivo/ACIFI)

O Ministério Público do Estado do Paraná está pedindo a prisão da moradora de Foz do Iguaçu diagnosticada como o primeiro caso confirmado no município de contaminação pelo novo coronavírus.

A mulher, que atua na área da saúde, apresentou os primeiros sintomas quando ainda estava na Europa e retornou ao Brasil no último dia 08, entrou em contato com o Plantão Coronavírus no dia 12 e recebeu, na ocasião, a orientação de guardar isolamento domiciliar até que os resultados dos exames confirmassem ou descartassem a suspeita.

No dia 14 de março, entretanto, ela teria frequentado uma festa com cerca de 200 convidados, conforme relatos compartilhados por pessoas que estiveram no evento, por meio das redes sociais.

O pedido de prisão por crime contra a saúde pública foi formulado pelo promotor Luis Marcelo Mafra e aguarda a apreciação de um magistrado. Confira, abaixo, a nota pública divulgada pela 9ª Promotoria:

Nota Pública 

A 9ª Promotoria de Justiça da Comarca de Foz do Iguaçu formulou, na presente data, pedido de prisão domiciliar ou de aplicação de medidas restritivas em desfavor de pessoa que, durante o período em que deveria cumprir segregação sanitária (pois já era considerado caso suspeito), continuou a atender pacientes nesta cidade e em Santa Terezinha de Itaipu, havendo, inclusive, frequentado festa de aniversário com aproximadamente 200 convivas.

A partir da confirmação do resultado positivo para COVID-19, instalou-se grave aflição nas pessoas residentes nas cidades que compõem esta comarca, bem como no vizinho Paraguai, pelo fundado temor de disseminação generalizada e em cascata do vírus.

Aguarda-se, pois, para as próximas horas, decisão conclusiva do Juízo de Direito da 3ª Vara Criminal.

Foz do Iguaçu, 23 de março de 2020.

Luis Marcelo Mafra Bernardes da Silva 

9º Promotor de Justiça 

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas