Portal da Cidade Foz

Busca por Emprego

Agência do Trabalhador de Foz do Iguaçu dá dicas para um currículo profissional

Especialistas em recursos humanos apontam principais dúvidas e dicas para garantir uma apresentação junto às empresas.

Postado em 25/09/2021 às 10:09

(Foto: Divulgação/PMFI)

O primeiro contato com boa apresentação, informações precisas e adequadas representa um diferencial para a contratação de um futuro funcionário. Pensando a partir desta ótica, a Agência do Trabalhador de Foz do Iguaçu elencou uma série de dicas que são fundamentais na preparação de um currículo profissional.

A ideia é sanar dúvidas de quem está a procura do primeiro emprego ou uma recolocação no mercado de trabalho. A intenção, de acordo com o diretor da Agência, Luciano Castilha, é aproveitar a retomada da economia e o fato de que muitas empresas voltaram a contratar.

É muito importante também, de acordo com Padilha, que este currículo esteja, além de impresso, em modo digital (PDF ou outro arquivo). "Hoje, muitas empresas pedem para mandar por e-mail ou WhatsApp. É essencial ainda que as informações estejam corretas, principalmente o telefone do candidato", concluiu.

As instruções abaixo são de Camilla Ramos, RH da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Valdirene Borges, supervisora de desenvolvimento humano e organizacional da Intelbras. Em entrevista à Agência de Notícias das Indústrias, as especialistas em recursos humanos orientam a melhor forma para elaborar um currículo.

Se apresente bem!

Como começo o currículo?

O abre de qualquer currículo é feito pelo nome do candidato. Então, a primeira dica é colocar o nome em destaque. É comum as pessoas diminuírem o nome para dar mais espaço para outros campos, mas esquece isso! Seu nome merece destaque e deve estar completo.

Devo colocar uma foto no currículo?

Prefira não colocar. A não ser que você esteja pleiteando uma vaga de modelo (nesse caso, a sua foto importa, sim!), as informações profissionais, e não a sua aparência, é que devem contar para análise dos recrutadores.  

Preciso colocar dados de documentos?

Não é preciso colocar informações de documentos, como números de CPF, RG, nem comprovante de residência.

Que tipo de informação pessoal preciso dar?

Esse é um erro muito popular, então, preste atenção: não coloque idade, estado civil, onde nasceu, nomes dos pais. Esse tipo de informação que não vai aumentar o seu valor profissional. Quanto ao endereço, bairro e cidade são suficientes.

O mais importante de tudo é que o seu telefone e o seu e-mail profissional estejam corretos. É por esses canais que recrutadores vão entrar em contato com você.

É recomendável colocar meus perfis de redes sociais?
O ideal é inserir seu perfil se tiver alguma ligação com a vaga que você está disputando. Tipo: um perfil de fotos para vaga de fotógrafo ou um perfil com artes para vaga de designer.

Valorize a sua experiência

Devo detalhar todos os lugares onde já trabalhei?

Se você for um profissional que já teve muitos cargos e empregos, destaque as atividades mais recentes. Se você colocar todas a sua experiência, seu currículo pode ficar quilométrico.

Qual é o nível de informação que preciso colocar?

Um bom currículo é objetivo. Insira as principais atividades. É muito comum queremos colocar todas as funções que já tivemos, mas destaque o que realmente importa.

Nunca trabalhei, estou em busca do primeiro emprego. E agora?
Primeiro, calma! Foque nas suas habilidades e dê destaque nas experiências acadêmicas, em atividades extracurriculares, como serviço voluntários, projetos autônomos, atividades esportivas e pesquisa.

E se tiver tido experiências como jovem aprendiz ou estagiário, não hesite em colocar isso lá. Projetos de pesquisas, participação em congressos e palestras, e prêmios contam como experiência e chamam atenção para uma vaga júnior, que normalmente busca jovens e recém formados em busca do primeiro.

Mostre o que você conhece

Como falar sobre os idiomas e o meu nível de conhecimento?
É legal deixar os idiomas mais pro final do currículo, em que você especifica quais línguas fala e em qual nível. Tipo: inglês intermediário, espanhol fluente, francês básico.

Como falar sobre cursos e capacitações?

Em casos de programas digitais, especifique o nome e, se possível, tenha também um portifólio para ilustrar. O portifólio só deve ser enviado caso solicitado, em um documento a parte do currículo.

A forma valoriza o conteúdo

Como apresento o meu currículo?

O layout é a oportunidade que você tem de mostrar um pouco da sua personalidade. Atualmente, existem várias ferramentas que ajudam na edição e criação de um currículo original que combine com quem você é. É possível encontrar sites com modelos prontos para apenas editar o conteúdo e mudar uma coisa ou outra, como o Canva, Docs e o próprio Word. Aproveite esse momento para colocar sua cara.

Posso ser criativo na apresentação?

Sim, mas lembre-se que é preciso estar em sintonia com o tipo de trabalho que você está buscando. Então, profissões mais criativas, como publicitários e designers, têm mais abertura para ousar. Pode ser um pouco estranho tentar disputar uma vaga em um escritório de advocacia com um currículo muito extravagante. O currículo, além de combinar com o seu perfil, tem que combinar também com o da empresa.

Agora, vai!

Com tanta dica boa, montar o seu currículo vai ser mais fácil do que parece. Separe as informações que você acha importante, procure suas qualidades, faça uma descrição exclusiva para o cargo e envie suas informações.

O próximo passo é se preparar para a entrevista, que pode ser presencial ou on-line. Se quiser saber como se dar bem em uma entrevista, confira esses passos.

Como última dica, no Mundo Senai, você encontra todas as vagas disponíveis de acordo com seu currículo e perfil profissional.

Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas