Portal da Cidade Foz

Turismo

Parque Nacional do Iguaçu registra a marca de 2 milhões de visitantes

Marlucia Pimentel, da cidade de Vitória, no Espírito Santo, foi a visitante de número 2 milhões do ano de 2019.

Postado em 30/12/2019 às 11:54 |

(Foto: Divulgação/Cataratas S.A)

(Foto: Divulgação/Cataratas S.A)

O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, registrou a marca de dois milhões de visitantes, nesta segunda-feira, 30 de dezembro, às 9h12. É a maior visitação anual de todos os tempos. O parque cresceu na procura dos turistas brasileiros e estrangeiros cerca de 7% em relação ao ano passado. Marlucia Pimentel, da cidade de Vitória, no Espírito Santo, foi a visitante de número 2 milhões do ano de 2019.

Marlucia e o marido, Rubens Pimentel, embarcaram neste sonho de visitar o lugar mais amado dos brasileiros com o casal Maria Aparecida e Fernando Rios, amigos há 40 anos. Eles ganharam do Parque Nacional do Iguaçu o passeio de barco pelas Cataratas, o sobrevoo na Maravilha Mundial da Natureza e a experiência gastronômica no Restaurante Porto Canoas, localizado ao lado das Cataratas do Iguaçu.

Emocionada com a surpresa do recorde, a visitante número 2 milhões, Marlucia Pimentel, contou sobre o motivo do passeio. “Visitar as Cataratas do Iguaçu é a realização de um sonho de muitos anos. Convidamos nossos amigos para viajar com a gente e estamos comemorando 35 anos de casados nesta Maravilha da Natureza. Agora a emoção é em dobro.”

Para Ivan Baptiston, chefe do Parque Nacional do Iguaçu, o registro de dois milhões de visitantes sinaliza que a unidade está no caminho certo. “Estamos zelando por este lugar e proporcionando condições para que mais pessoas possam conhecer e se conectar com a natureza. O parque está lindo. É isto que motivou a família Pimentel e seus amigos a conhecerem este lugar, que guarda uma das feições naturais mais lindas do mundo.”

Parceria de sucesso – O Parque Nacional do Iguaçu é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela administração das unidades de conservação federais do Brasil. Desde o ano de 1999, o Parque Nacional do Iguaçu conta com gestão dos serviços de visitação turística da concessionária Cataratas do Iguaçu S.A., empresa genuinamente iguaçuense, que integra o Grupo Cataratas.

Importância do Parque Nacional do Iguaçu para a comunidade local e o planeta

Mais que um volume significativo de visitantes, este desejo dos brasileiros e estrangeiros de conhecerem o Parque Nacional do Iguaçu reflete a qualidade dos serviços, que se equipara à dos melhores parques nacionais do mundo.

O parque ampliou as agendas com os municípios do entorno, as relações com as comunidades e, neste final de ano, atingiu dois milhões de visitantes com qualidade ambiental e respeito a biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu.

Este desejo sinaliza e reflete uma tendência muito positiva em relação à natureza. Cada vez mais as pessoas querem experiências e vivências em contato com a natureza. E Foz do Iguaçu está neste roteiro dos viajantes.

O Parque Nacional do Iguaçu oferece esta possibilidade a todo e qualquer perfil de visitante, com comodidade e segurança.

Importante também lembrar que a unidade de conservação, em seus 185 mil hectares de florestas, guarda a memória dos ambientes naturais da Região Oeste do Paraná. A memória das paisagens naturais, dos rios e riachos livres, límpidos e cheios de vida, e protege uma vasta, rara e especial manifestação de nossa fauna e flora, nossa biodiversidade.

Em seu território, o Parque Nacional protege perto de 400 espécies de aves, 158 espécies de mamíferos, 175 espécies de peixes, mais de duas mil espécies de plantas e mais de 750 espécies de borboletas.

Neste ano de 2019, festejamos o retorno das queixadas, com várias varas de porcos aparecendo pelo parque. Nossas onças seguem aumentando; sua população triplicou em dez anos, aqui no parque e na região missioneira dos dois países (Brasil e Argentina) e no Corredor Verde.

O Parque Nacional do Iguaçu abriga em sua estrutura administrativa e em seus serviços concessionados mais de mil empregos diretos, promovendo em torno de 15 mil empregos indiretos. 

Neste ano registramos 180 pesquisas em desenvolvimento. Na agenda de educação ambiental, mais de 900 estabelecimentos de ensino e pesquisa passaram pelo Parque Nacional do Iguaçu, envolvendo cerca de 30 mil estudantes dos distintos níveis de formação. Recebemos também 36 instituições de assistência especial com mais de 1.600 pessoas.

Em nossa base de trabalho na cidade de Céu Azul atendemos mais de três mil visitantes na Eco-Trilha, trilha interpretativa e de educação ambiental. Nas ações de fiscalização e proteção foram realizadas 12 operações planejadas e 21 ações de rotina. 

Contribuições econômicas do Parque Nacional do Iguaçu para o desenvolvimento regional

ICMS – Em média, por ano, o Parque Nacional do Iguaçu respondeu pelo repasse de cerca de R$ 25 milhões de ICMS Ecológico para os municípios do entorno da unidade.

Empregos – Mil diretos e cerca de 15 mil indiretos.

Geração de renda – Cerca de R$ 280 milhões gastos pelos visitantes do Parque Nacional do Iguaçu refletem em mais de R$ 1 bilhão em vendas, R$ 300 milhões em renda da população e R$ 400 milhões em Valor Agregado ao PIB.

PNI – Estima-se que quase 30% da economia de Foz do Iguaçu esteja relacionada à visitação do Parque Nacional do Iguaçu.

Turismo – As atividades relacionadas ao turismo correspondem a mais de 50% da arrecadação de Foz do Iguaçu.

Fonte:

Deixe seu comentário